O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Quintais de Passarinho: O livro do cordeirense Gabriel Monnerat

Para iniciar 2022 vamos falar sobre uma publicação recente: o livro Quintais de Passarinho. Eu tive a felicidade de preparar esse livro com minhas fotos e publicá-lo pela editora In Media Res. O livro permite levar uma parte da natureza, talvez sua forma mais pura leve a simples, representada pelas aves e registros únicos da nossa região, até os leitores.

Quintais de Passarinho nasceu com o propósito de chamar a atenção para as aves que dividem o espaço conosco nas cidades, seus arredores e nas áreas rurais. Com as restrições sanitárias impostas em 2020 e 2021, impossibilitando a locomoção para cidades ou regiões mais distantes, a prática de passarinhar ficou restrita aos municípios de Cordeiro, onde moro, e de Cantagalo, que é extremamente próximo. Esse fato ampliou o meu acervo de registros da avifauna urbana permitindo que boa parte das fotos aqui publicadas tenham sido obtidas durante esse período. Isso prova que não é preciso viajar longas distâncias em busca de uma boa foto ou de um passarinho pouco conhecido por nós.

Além do caráter artístico proporcionado pelas fotos cuidadosamente selecionadas, o livro tem o objetivo de divulgação de informações básicas sobre algumas famílias e espécies, como padrão da plumagem, alimentação e habitat, que acreditamos facilitar a identificação dos pássaros observados. Além das fotos e dessas informações, incluí, quando possível, um QRCode que direciona o leitor para um link onde é possível ouvir o canto daquele pássaro. Aproveito para ressaltar que esses cantos também foram captados e gravados por mim.

O ambiente abrangido, foi Cordeiro e Cantagalo que são cidades da região centro-norte fluminense no interior do Estado do Rio de Janeiro, privilegiadas por apresentarem um bom índice de arborização urbana, contando com muitas casas que preservam quintais também arborizados, além de apresentarem extratos florestais próximos aos núcleos urbanos e rurais. Cordeiro, em particular, conta ainda com uma floresta urbana no centro da cidade e de fácil acesso à população, presente na área da APA da Mata do Posto Zootécnico (área pertencente ao estado e tradicionalmente conhecida por sediar a centenária Exposição Agropecuária). Nesse contexto, o conhecimento das aves que coabitam a cidade com os moradores, proporcionam maior integração e respeito com esses seres alados.

capa coluna

Ao final do livro, faço um convite ao leitor para que também se torne um observador de pássaros, apresentando algumas dicas simples que podem ser seguidas por todos e uma lista das espécies que compõem o livro para que possam ser marcadas aquelas que o leitor observar. Ressalto que essas são espécies que ocorrem na Mata Atlântica, nativas ou não, e que não são exclusivas das cidades aqui consideradas. Então o leitor pode, e deve, procurá-las em suas cidades, regiões e passeios.

 

Com esta obra, assim como com as colunas que aqui publico, pude levar a natureza até as pessoas e despertar o interesse para esse mundo natural, que é a nossa casa, que é nosso meio e lembrar que fazemos parte disso tudo. A escolha e o gosto pelas aves, partiu da vontade de mostrá-las a todo mundo, evidenciando que elas estão em todos os locais e são, provavelmente, os animais com quem temos primeiro contado no meio natural, seja ele urbano ou não.

Quintais de Passarinho: O livro do cordeirense Gabriel Monnerat

Gabriel Monnerat – Serra News

Mata do Posto Zootécnico: Uma riqueza natural no centro de Cordeiro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais