O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Conheça os gaviões e outras aves que habitam o centro e as praças de Cordeiro

Quem conhece Cordeiro, no interior do estado do Rio de Janeiro, sabe bem como a cidade é cercada de matas e áreas verdes. Inclusive, em sua parte central, ou seja, no coração da cidade, temos a Mata do Posto Zootécnico que é abrigo para muitas espécies de animais, na sua maioria, aves. E elas se espalham em voos por toda cidade.

20210706 093823 scaled
Palmeira solitária com frutos

No centro da cidade, na praça Coronel Antônio Pinto, a visita de diferentes espécies de aves é uma constante. Essa praça é um ponto marcante da cidade, pois abriga o coreto. Mas o aspecto principal da praça para atrair as aves, é a existência de palmeiras em seus canteiros. Dentre elas, destaca-se a palmeira solitária, chamativa pela cor forte e vermelha dos cachos de coquinhos. Deles se alimentam várias espécies, como periquitão-maracanã, sabiá-laranjeira e cambacica, por exemplo.

Já as árvores que cercam a praça, servem de dormitório para rolinhas, pardais e canários. E são as que fazem muito barulho no final da tarde, promovendo, em alguns dias, uma revoada de pássaros que chegam para dormir. Além disso, vez ou outra, podemos ter a surpresa de encontrar algum gavião pousado em um poste ou em prédios. Eu já fui surpreendido por um casal de caurés observando o movimento na praça, empoleirados no alto cruz da Igreja Metodista.

DSC6610 1 2 scaled
Cauré (Falco rufigularis), na cruz da Igreja Metodista, centro, Cordeiro-RJ
pardal macho 5 scaled
Pardal (Passer domesticus) , macho

Mas as surpresas não param por aí no meio da cidade. O rio Macuco, que corta o centro da cidade, também atrai muitas aves, apesar de não ter suas águas muito limpas. Em suas margens e leito podemos observar a garça-branca, a saracura-do-mato e o casaca-de-couro da lama. Como ao longo de seu curso algumas áreas ainda se encontram arborizadas, também há atrativo para espécies como sabiás, sairás e o saí-andorinha (esse último, muito atraído pela erva-de-passarinho, que nascem às margens do rio).

DSC 6260 1 scaled
Saí-andorinha (Tersina viridis) macho, se alimentando de erva-de-passarinho à beira do Rio Macuco

Deixo aqui um alerta: se como está, o rio Macuco atrai tantas aves, como seria se não estivesse tão poluído e se ainda restasse mais áreas com a vegetação ciliar preservada? Quais as surpresas que a avifauna urbana nos traria?

DSC5954 1 scaled
Garça-branca-grande (Ardea alba), no rio macuco, no centro de Cordeiro-RJ

Uma coisa é inegável para quem mora, visita ou frequenta nossa cidade: poder disfrutar da paz que as aves trazem para nós e para a vida movimentada e agitada. É um luxo poder viver assim, em harmonia com as aves e a natureza, em pleno meio urbano.

Já parou para observar as árvores da nossa cidade? E você de outro município, já observou as aves da sua cidade? Veja abaixo algumas aves que podem ou já foram observadas no centro, na praça e na beira do Rio Macuco, na cidade de Cordeiro.

  • cauré (Falco rufigularis)
  • carrapateiro (Milvago chimachima)
  • gavião-carijó (Rupornis magnirostris)
  • rolinha-roxa (Columbina talpacoti)
  • pardal (Passer domesticus)
  • canário-da-terra (Sicalis flaveola)
  • sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris)
  • Andorinha-pequena-de-casa (Notiochelidon cyanoleuca)
  • periquitão-maracanã (Psittacara leucophthalmus)
  • suiriri (Tyrannus melancholicus)
  • bem-te-vi (Pitangus sulphuratus)
  • neinei (Megarynchus pitangua)
  • casaca-de-couro-da-lama (Furnarius figulus)
  • corruíra (Troglodytes musculus)
  • cambacica (Coereba flaveola)
  • pombo-doméstico (Columba livia)
  • socozinho (Butorides striata)
  • garça-branca-grande (Ardea alba)
  • saracura-do-mato (Aramides saracura)
  • saí-azul (Dacnis cayana)
  • saíra-amarela (Tangara cayana)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais