O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Pedágio em Cordeiro é escolhido por andorinhas para pernoite

 

Na coluna de hoje, temos um fato muito comum, mas que chamou bastante atenção, que foi a reunião de um grande bando de andorinhas-domésticas-grandes (Progne chalybea), que se reuniram no telhado da praça de pedágio da Rota-116, no município de Cordeiro, na Região Serrana do Rio. Elas estão utilizando esse local para pernoitar, como abrigo, já que durante o dia saem a procura de alimento.

Foi relatado que a presença dessas aves no local, não causa nenhum dano, a não ser por defecarem em grande volume, sendo necessário lavagem do local diariamente. Também ouve reclamação de estarem defecando sobre os carros que ali passam.

Andorinhas em geral, são aves bastante populosas, colocando por ninhada de 4 a 8 ovos. Seu bando pode chegar a milhares dependendo da região. São aves extremamente sociáveis umas com as outras e inclusive com outras espécies de andorinhas, frequentando mesmos locais.

Na nossa região, essa espécie assim como outras de andorinhas, acabam por serem migratória, chegando aos bandos em épocas mais quentes, anunciando a chegada do verão. Costumam adaptar-se facilmente a cidade, e são aves de áreas abertas sendo fácil avistá-las. Sua alimentação é basicamente pequenos insetos.

Já nas épocas frias, reúnem-se em bandos e migram, para regiões de climas mais amenos, podendo sair daqui e ir até à região nordeste, por exemplo. Mas isso não é tudo, há espécies que chegam a migrar milhares de quilômetros, por exemplo a andorinha-azul (Progne subis), que migra dos EUA para o nosso verão, chegando a levar 13 dias pra completar esse trajeto. Costumam voar a grandes alturas, que quase não conseguimos ver, mas ao longo do percurso, elas vão alternando a altitude, de acordo com as correntes de ar.

Apesar de viver em bandos enormes, ao longo do verão, elas se dividem em bandos menores para alimentar-se, reproduzir, nidificar, e ao final deste, começam a reunir-se em bandos de milhares, para iniciar a migração. Seu voo é sempre um show a parte, parecendo uma única massa escura no céu, se deslocando.

Conhecemos agora um pouco dessa ave de grande popularidade no interior do Rio de Janeiro. E você, já viu alguma por ai? Geralmente estão sempre voando pelo nosso céu e acabam por nidificar em algum buraco em nossas casas, como canos e buracos em paredes, o que é bastante comum de observar, e fazem isso no meio da cidade, sem problemas.

E como dizem, uma andorinha só não faz verão…

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais