O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Teresópolis tem rodízio de CPF no transporte público e barreiras sanitárias

Teresópolis tem rodízio de CPF no transporte público e barreiras sanitárias

Em mais uma medida de enfrentamento do combate à Covid-19, a Prefeitura de Teresópolis, na Região Serrana do Rio, ampliou as restrições e passou a exigir o rodízio do CPF também para uso do transporte público no município. Para evitar aglomeração nos horários de pico, também está suspensa temporariamente a gratuidade de idosos acima de 60 anos nos meios de transporte, das 16h às 19h.

O pacote, que inclui outras medidas, entra em vigor nesta sexta-feira e vale até 5 de abril, podendo ser prorrogado de acordo com a avaliação dos resultados nesse período. A prefeitura está adotando também barreiras sanitárias com blitz nas cinco entradas do município, para controlar o acesso de pessoas à cidade.

Com a decisão, o acesso ao município fica restrito a: moradores ou proprietários de imóveis em Teresópolis, pessoas que trabalham na cidade, fornecedores da administração municipal, participantes de procedimentos licitatórios e concursos públicos, profissionais das áreas de saúde e assistência social e veículos responsáveis pelo abastecimento.

Hotéis ou pousadas deverão validar no site da prefeitura reservas feitas antecipadamente, para que o turista tenha autorização para entrar no município, mas ele também terá de respeitar a restrição de circulação por CPF. Para os bares, o atendimento está autorizado apenas para clientes sentados até as 17h. Depois desse horário só está autorizado o delivery, com portas fechadas até às 22h. Food trucks, restaurantes e similares também só podem atender clientes sentados, respeitando o horário de fechamento até as 22h.

A restrição de circulação pelo CPF, que está valendo desde o começo do mês para o comércio, funciona da seguinte forma: só podem circular nos dias pares quem tem documento com numeração de final par e, nos dias ímpares, quem possui documento com final ímpar.

Não estão incluídos nessa regra trabalhadores da saúde e serviços veterinários, da segurança pública e privada, dos transportes públicos, fiscais da equipe Covid-19, cuidadores de idosos, de representação judicial e extrajudicial, de concessionárias de serviços públicos e de postos de combustíveis.

Também estão liberados os profissionais da educação privada, da assistência social, tutores, curadores, advogados, contadores, motoboys, imprensa e expositores da Feirarte, exclusivamente nos dias de feira. Mas, é preciso que esses profissionais estejam portando documentos que comprovem o exercício dessas atividades.

O decreto municipal com as novas medidas foram publicadas no Diário Oficial que circulou nesta quinta-feira. Segundo a prefeitura, elas foram propostas pelas equipes técnicas de gestão municipal e pelo gabinete de crise, que é coordenado pelo prefeito Vinicius Claussen.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais