O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Carreira: A síndrome do Fantástico. Será que eu me encaixo?

Realização profissional, poucos têm. A boa notícia? É possível para todos os que não abrem mão de tê-la. Eu busquei a minha e você?

Se você passa a semana torcendo para chegar sexta-feira e se a música do fantástico lhe trás angústia, preste atenção porque tem algo incongruente aí. Calma, não se desespere, pois você não está sozinho. Segundo pesquisas, a maioria das pessoas está infeliz profissionalmente.

Uma das premissas básicas para ser construir uma carreira de sucesso é amar o que se faz ou buscar fazer o que se ama de verdade e não por dinheiro ou para provar algo para alguém. Preste atenção também, cuidado com o “efeito manada”. Mas o que é isso, Aretuza? É você desejar fazer algo porque todo mundo está fazendo ou porque falaram para você que dá dinheiro.

A sua kriptonita (isto mesmo, aquela do Superman) está na clareza do seu propósito e da sua missão. Esse é o primeiro passo, a tomada de consciência. Como descobrir? Através do processo de autoconhecimento. O segundo passo é desenvolver habilidades e competências específicas. O terceiro, AÇÃO. Simples? Complexo demais, mas não é impossível.

O problema é que, na maioria das vezes, nós somente queremos. Anote isto, se você está só querendo, já conseguiu o que queria, porque só quer. Outro ponto crucial, antes de querer resultados satisfatórios, é necessário mudar o padrão mental, ou a frustração poderá predominar. Eu descobri isso a duas penas…

Há dois anos me despertou a vontade de empreender e realizar mais porque a minha missão era e é muito abrangente, mas a minha mentalidade não acompanhava, afinal, foram anos somente como servidora pública. Será que daria certo? Não, por mais que eu tivesse certeza do meu perfil empreendedor e clareza das minhas competências, habilidades e sonhos. Gastei tempo e dinheiro demais na tentativa e erro, mas incansável na busca, descobri o que me travava. Eu precisei quebrar muitas crenças limitantes, ressignificar o meu passado e reprogramar a minha mente para chegar onde hoje estou. Mas venci!

Com base nisso, eu concluo com uma mensagem: O que você já sabe lhe trouxe até aqui. Mas o que você AINDA não sabe, pode lhe conduzir muito além. Obviamente que, se assim você desejar. Eu gosto sempre de falar que essa frase é para os inquietos, em outras palavras, para os que se encaixam na “síndrome do fantástico”. Identificou-se? Existem dois caminhos, VIVER para contar a história dos outros, ou VIVER uma vida que será contada pelos outros. Mas entre os dois existem duas palavras mágicas: CORAGEM e ATITUDE. Não obstante, construa bases sólidas, porque um castelo de cartas pode a qualquer momento cair…

Com amor e carinho. Beijo no coração, Aretuza Lattanzi.

Automotivação e o efeito bumerangue

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais