O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

RJ: O que teria motivado a execução de três médicos na Barra da Tijuca?

O que teria motivado o assassinato de 3 médicos na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro? A polícia fez uma análise detalhada do caso que durou menos de um minuto, e houve diversos disparos de arma de fogo.

A suspeita é de que um dos médicos tenha sido confundido com um miliciano. O crime ocorreu após a meia noite de quinta-feira, 5/10, na Avenida Lúcio Costa, em um quiosque beira-mar.

Nas imagens das câmeras de segurança é possível ver três pessoas saindo de um veículo e atirando contra um grupo de pessoas que estavam sentadas neste quiosque. As vítimas são:

Marcos de Andrade Corsato, de 62 anos, médico do Instituto de Ortopedia e Traumatologia (IOT), do Hospital das Clínicas de São Paulo, além de pertencer ao corpo clínico do Hospital Sírio-Libanês. Ele foi professor de ortopedia dos outros dois médicos que também foram mortos no crime.

Perseu Ribeiro Almeida era casado e tinha dois filhos, de 11 e dois anos. Ele trabalhava no Hospital Geral Prado Valadares, no interior da Bahia.

O ortopedista Diego Ralf Bomfim, de 35 anos, era especialista em reconstrução óssea.

Ele era irmão da deputada Sâmia Bomfim (PSOL de SP), casada com o também deputado federal friburguense, Glauber Braga.

Após o anúncio das mortes, especulações sobre motivações políticas tomaram conta das redes sociais. A polícia diz que ainda não é possível confirmar ou descartar a tese.

Posteriormente os corpos de pelo menos dois traficantes suspeitos de participação na execução dos médicos foram encontrados, além de outros dois corpos que não teriam envolvimento com o crime.

Delegados da Polícia Civil e Polícia Federal em coletiva de imprensa.
Delegados da Polícia Civil e Polícia Federal em coletiva de imprensa.

Um quarto médico, que também foi alvo dos disparos, sobreviveu e foi encaminhado a uma unidade médica. Segundo informações divulgadas à imprensa, o quadro dele é estável.

Dentro da hipótese de execução dos médicos por engano, os traficantes estariam buscando um dos principais milicianos da zona Oeste carioca, Taillon de Alcântara Pereira Barbosa, que mora perto do quiosque que foi cenário dos disparos.

Os médicos estavam hospedados no Hotel Windsor, também na Barra, onde acontece o 6º Congresso Internacional de Cirurgia Minimamente Invasiva do Pé e Tornozelo. Eles foram homenageados no primeiro dia do evento, que fez um minuto de silêncio pelas vítimas.

Quiosque beira-mar na Barra da Tijuca, onde os médicos foram executados.
Quiosque beira-mar na Barra da Tijuca, onde os médicos foram executados.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), que apura a autoria e a motivação do crime. Segundo a Polícia Civil do Rio de Janeiro, uma perícia foi feita no local, testemunhas estão sendo ouvidas e as imagens das câmeras de segurança estão sendo analisadas.

Em pronunciamento à imprensa, representantes da Polícia Federal e da Polícia Civil do Rio afirmaram que as corporações estão colaborando nas investigações.

Veja também
error: Content is protected !!