O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Campos: Dois mortos e um baleado na comemoração do título do Flamengo

Um homem identificado como Marcelo Caetano, de 37 anos, e uma menina de 12 anos, identificada como Mirelly Sophia, foram mortos a tiros na Avenida Pelinca, em Campos dos Goytacazes, na noite de sábado (29/10), na festa de comemoração do título da Libertadores conquistada pelo Flamengo.

As vítimas fatais eram moradores de Guarus. Marcelo morreu no local, enquanto a adolescente (com um tiro na cabeça) chegou a ser socorrida para o Hospital Ferreira Machado, porém veio a falecer na madrugada de domingo (30); quanto à terceira vítima, Kauam Borges, de 19 anos, morador do Parque Leopoldina, atingido no tórax, continua em estado grave no hospital.

O fato aconteceu próximo a um posto de combustível, onde todos estavam comemorando a conquista do Flamengo. Uma câmera de segurança flagrou os disparos feitos por um torcedor do Flamengo. Nas imagens, é possível ver o momento em que um homem de bermuda branca, camiseta preta e boné vermelho saca a arma, aponta para a rua e dispara.

No local, havia uma aglomeração de torcedores. A imagem, contudo, não mostra se houve uma confusão envolvendo o responsável pelo disparo antes. Após o disparo, todos que estavam em volta se afastam e o atirador sai caminhando tranquilamente pela calçada.

O caso foi registrado na delegacia do Centro de Campos. A delegada da unidade, Dra. Nathalia Patrão, informou que o autor dos disparos já foi identificado. “O autor é um homem de 27 anos, morador do Parque Prazeres, dominado por uma facção criminosa e o local do crime é uma área de uma facção rival”, disse a delegada. A polícia também recebeu relatos de que há cerca de 30 dias o homem se envolveu em uma outra confusão em um pagode em uma área de facção rival.

No local, os policiais anotaram duas versões: “a primeira dá conta de que ocorreu uma briga próximo a uma loja de xerox, onde alguém não identificado efetuou vários disparos de arma de fogo e as vítimas possivelmente foram vítimas de bala perdida”; a outra versão diz que “o acusado (não identificado) intencionalmente efetuou um disparo na cabeça da adolescente e de Marcelo”.

“Ainda não temos informações concretas para concluir que esse autor atirou na vítima em razão do conflito de 30 dias atrás. O alvo contra o qual o autor atirou ainda está vivo, no hospital. As duas pessoas que vieram a óbito não são pessoas envolvidas no conflito”, completou a delegada.

Empresas apoiam a informação de qualidade

Veja também
error: Content is protected !!