O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

RJ confirma primeira morte por varíola dos macacos no estado

O Estado do Rio de Janeiro teve sua primeira morte por varíola dos macacos. Segundo o secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe, a morte ocorreu em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

A vítima é um homem de 33 anos que morreu na manhã de segunda-feira (29/8).O paciente estava internado no Hospital Ferreira Machado. De acordo com a Secretaria de Saúde, ele apresentava baixa imunidade e comorbidades, que agravaram o quadro. O paciente apresentou complicações e precisou ser transferido para leito de UTI no dia 19/8.

A Secretaria de Saúde de Campos dos Goytacazes está monitorando as pessoas que tiveram contato com o paciente. Nenhum apresentou sinais e sintomas de infecção pelo vírus.

A SES-RJ informa que, até esta segunda-feira (29/8), 611 casos confirmados de Varíola dos Macacos e 61 prováveis foram registrados no estado do Rio de Janeiro. Outros 474 casos suspeitos seguem em investigação e 751 foram descartados.

Varíola dos macacos

A principal forma de transmissão da varíola dos macacos é por meio do contato direto pessoa a pessoa, chamado de pele a pele. Os sintomas são semelhantes aos observados em pacientes com a varíola comum que foi declarada erradicada em todo o mundo em 1980.

O contágio pode acontecer a partir do contato com lesões cutâneas, crostas ou fluidos corporais de uma pessoa infectada, pelo toque em objetos, tecidos (roupas, lençóis ou toalhas) e superfícies que foram usadas por alguém com a doença, além do contato com secreções respiratórias.

Anvisa autoriza vacina e medicamento contra a varíola dos macacos

Monkeypox: Nova Friburgo confirma caso de ‘varíola dos macacos’

Veja também