O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Poetisa e trovadora madalenense comemora cem anos de vida

Há 100 anos, em 01 de janeiro de 1922, nascia em Santa Maria Madalena, na Região Serrana do Rio, Itagildásia Ferreira Féres, muito conhecida por Dona Nenê.

A querida aniversariante é filha de Aristeu Pedro Ferreira e Alayde Lobato Ferreira, descendentes de família portuguesa. A Dona Nenê cursou o primário em Santa Maria Madalena e parte do ginasial em Vitória, no Espírito Santo.

Anos depois, de retorno à sua terra natal, a professora Itagildásia deu início á sua atividade de professora na fazenda de Manoel Godinho, nas proximidades de Terras Frias, cuja escola funcionava onde hoje é o sítio Videiras. Alguns anos depois, passou a ensinar no Grupo Escolar (Colégio Estadual) Barão de Santa Maria Madalena, o que aconteceu até aposentar-se após prestar relevante serviço ao magistério madalenense.

Apesar do longo tempo corrido a dona Nenê continua sendo apontada por ex-alunos como ótima professora, sendo muito lembrada também por sua belíssima caligrafia. Ao encontrar-se com ex-alunos recebe muitos elogios. Sempre cultivou o hábito de ler buscando transmitir tal interesse.

Aos 18 anos de idade casou com o libanês Eduardo Elias Féres, filho de Elias Féres Osta e Lâmia Calil Féres. Desta união nasceram Edilson, Enildo e Maria Elizabeth. Como o marido era comerciante, Nenê assumiu com ele a direção da loja, sem deixar o magistério.

Em 1962, aos 40 anos de idade, ficou viúva. Prosseguiu com o comércio e lecionando. Posteriormente, casou em segundas núpcias com Calil Féres Mansur, falecido em 1982. Por seus dois matrimônios permaneceu na colônia libanesa chegando a ser confundida como tal. Pudera! Além de integrar-se ao modo de vida dos mesmos, tornou-se exímia no preparo dos alimentos da etnia. No de 2009 teve a grata notícia do seu registro como cidadã libanesa, datado de 1955.

Desde o ano de 1975 a Dona Nenê reside em Niterói, onde também desfruta da admiração e carinho dos seus familiares e da vasta legião de amigos e admiradores que há 100 anos vem cativando no decorrer da sua doce existência.

Dona Nenê tem uma história de vida que resulta em grande lição a todos os que, em algum momento desta sua secular caminhada, tiveram o privilégio de beber da sua cultura e educação, além de aprenderem com a sua grande e rica experiência de vida.

Itagildásia Ferreira Féres, muito conhecida por Dona Nenê

A Dona Nenê visita constantemente a nossa cidade, onde possui uma casa e gosta de receber parentes e amigos para um bom bate-papo. Nestes reencontros é quando reacendem muitas lembranças, aflorando ainda mais o seu talento poético, já tendo inclusive, feito o lançamento de quatro livros, com muitas poesias, prosas e trovas que bem revelam seu constante amor pela sua amada terra natal e sua gente.

Em 2010, quando a nossa mais querida poetisa e trovadora contava 88 anos de idade, lançou o seu primeiro livro, intitulado “POR ENTRE TROVAS E VERSOS”. O segundo, “FASES”, aconteceu em 2012. “PINGOS E RESPINGOS”, o seu terceiro livro foi lançado em 2015 e o quarto, PENSARES E REPENSARES, o lançamento foi levado a efeito em grande evento acontecido no Colégio Estadual Barão de Santa Maria MADALENA, durante a realização da 8ª FLIM – Festa Literária de Santa Maria Madalena, em agosto de 2018.

Dona Nenê, em nome de toda a equipe do SERRA NEWS, expressamos nossas felicitações pelos seus gloriosos 100 anos de vida. Ao nosso bom DEUS, gratidão pela sua doce existência!

Aos que queiram conhecer um pouco mais sobre essa ilustre personalidade da cultura madalenense, sugeridos acessar o nosso canal no youtube Nestor de Madalena, para que possam assistir a uma conversa que registramos com a professora Nenê enquanto fazíamos uma caminhada em sua companhia pelo pomar da propriedade rural do seu filho Enildo, aqui em Santa Maria Madalena.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais