O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Asilo de Cantagalo sofre novo surto de coronavírus com mais de 30 positivados

Mais de 30 idosos do Asilo da Velhice Visconde de Pinheiro, em Cantagalo, na Região Serrana do Rio, foram infectados pelo coronavírus. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (20/8). Dos 45 idosos assistidos, 34 contraíram a doença, e dos 17 funcionários, 13 apresentaram resultados ativos.

Dos casos identificados, apenas um paciente – por ser recém acolhido – conta apenas com a primeira dose, um com esquema possivelmente completo a ser confirmado pela ILPI (Instituição de Longa Permanência de Idosos) e todos os demais já receberam as duas doses da vacina contra o coronavírus.

Neste momento, o panorama clínico da instituição apresenta 5 idosos asilados que estão internados e outros 29 seguem sendo monitorados em isolamento na própria unidade.

Esse é o segundo surto de coronavírus no Asilo da Velhice Visconde de Pinheiro. Em dezembro do ano passado, 39 idosos e 4 funcionários contraíram a doença. Depois disso, vários idosos morreram na cidade em decorrência de agravamentos da Covid-19.

Na ocasião, uma sala anexa ao Asilo Visconde de Pinheiro foi criada para cuidar dos idosos que não foram infectados. Já as dependências do asilo serviu para cuidar da grande parcela de idosos que contraíram a Covid-19.

Asilo Visconde de Pinheiro, em Cantagalo, está com surto de Covid-19

Doações

O Asilo da Velhice Visconde de Pinheiro é uma entidade filantrópica, criada pelo Apostolado da Oração do Sagrado Coração de Jesus. O Asilo de Cantagalo vive momentos delicados devido a Covid-19. Quem desejar fazer qualquer tipo de doação, basta se direcionar à Secretaria Paroquial, localizada na Rua César Freijanes – no Centro de Cantagalo.

Delta

Quase três meses depois de os primeiros casos da variante delta terem sido identificados no Brasil (tripulantes de um navio que chegou ao Maranhão), persiste o temor (e a dúvida) sobre qual será o impacto da versão mais transmissível do Sars-Cov-2 na pandemia no país.

A cidade do Rio de Janeiro é considerada o epicentro da variante em todo o país, e agora a variante já se espalha pelo estado. Na área de cobertura do Serra News, por exemplo, casos da variante já foram identificados em pelo menos oito cidades.

No dia 3 de agosto São Sebastião do Alto foi a primeira cidade a identificar a cepa na Região Serrana do Rio, e o paciente diagnosticado era uma criança de 5 anos. No dia seguinte os municípios de Nova Friburgo e Porciúncula confirmaram casos, sendo quatro em Nova Friburgo e dois casos no distrito de Santa Clara, em Porciúncula.

No dia 14 de agosto as prefeituras de Itaocara e Santo Antônio de Pádua também confirmaram casos da variante Delta. Na segunda, dia 16, a Prefeitura de São Fidélis confirmou sete casos da variante. Na terça, dia 17, os municípios de Bom Jesus do Itabapoana e Natividade também confirmaram casos da variante Delta.

Delta avança com casos em Friburgo, Pádua, Itaocara, São Fidélis e outras cidades

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais