O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Garis encontram sacola com R$ 1,6 mil e devolvem a comerciante em Itaperuna

Um comerciante de Itaperuna, no Norte Fluminense, passou por momentos de tensão no último dia 29 de maio. Seu Alair Pontes, dono de uma distribuidora de água e gás de cozinha, recebeu R$ 1.600 após uma entrega, e colocou o dinheiro em uma sacola plástica, que pendurou no portão da casa de sua mãe enquanto lavava o carro.

Minutos depois, ele entrou em casa e se esqueceu da sacola, no mesmo momento em que um caminhão de coleta de lixo passou pelo local. Como na região é comum deixar sacolas de lixo penduradas no muro, os garis pegaram a bolsa plástica e seguiram o trajeto.

Mas pouco depois, o gari Edson Rosa percebeu que havia dinheiro dentro da bolsa e a guardou embaixo do banco na cabine do caminhão, onde os garis colocam itens perdidos que encontram durante a coleta.

Enquanto o veículo seguia no trajeto até o aterro sanitário, o seu Alair percebeu que tinha perdido o dinheiro e tentou ir atrás do caminhão. Ele e um funcionário da distribuidora foram, em duas motos, por trajetos diferentes, e o funcionário conseguiu encontrar o caminhão. Ele explicou a situação e conseguiu recuperar o dinheiro, para alívio do seu Alair.

“Graças a Deus eu consegui recuperar! Já estava pensando em pedir dinheiro emprestado para conseguir honrar meus compromissos, porque esse dinheiro era para pagamento de funcionários e fornecedores. Ia fazer muita falta”, disse o comerciante.

Para os garis, o gesto não poderia ter sido diferente. “Quando eu vi a primeira nota dentro da sacola, já peguei pra guardar. A gente passa por aquela região três vezes por semana, então pensamos em perguntar [de quem era] quando voltássemos na terça-feira. O dinheiro não era nosso, então não tinha porquê guardar pra gente. Temos que pensar no próximo”, disse Edson Rosa.

Garis encontram sacola com R$ 1,6 mil e devolvem a comerciante em Itaperuna

Gesto recompensado

Dois dias depois do ocorrido, o seu Alair conheceu os profissionais pessoalmente e presenteou cada um deles com um kit de gás de cozinha, como forma de agradecimento. Mas, de acordo com ele, nada se compara à gratidão que ele está sentindo pelos garis.

“Eles me fizeram ter esperança nas pessoas de novo. Ver que ainda tem gente de bem, que tá disposta a ajudar o outro, é lindo demais. Eles poderiam muito bem ter ficado com o dinheiro, ninguém ia saber. Por isso tô dando esse presente pra eles. Por menor que seja, é minha forma de agradecer e retribuir de alguma forma”, contou o comerciante.

E o profissional que encontrou o dinheiro lembra que, mesmo que o presente seja muito emocionante de receber, o que eles mais querem da população é respeito e colaboração.

“A gente precisa contar com as pessoas, ter essa colaboração. Sempre vou tentar ajudar, mas nem sempre consigo. Quero que saibam que a gente tá aqui, tentando, sempre, mesmo quando não conseguimos. Mas precisamos, no mínimo, de respeito”, pontou Edson.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais