O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

No ápice da pandemia, Nova Friburgo retorna às aulas presenciais em escolas

Mesmo no ápice da pandemia, de uma forma tímida e organizada, com todos os parâmetros de segurança sanitária sendo seguidos, as aulas presenciais de algumas escolas particulares retornaram nesta segunda-feira, 10, em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio. A maioria das escolas optaram pelo modelo híbrido, alternando ensino remoto e presencial.

No dia 29 de abril, a prefeitura publicou um decreto sobre o retorno às aulas presenciais. No documento, foi determinado que, com o fim do bandeiramento em Nova Friburgo, a Secretaria Municipal de Educação passou a seguir o bandeiramento definido pelo Estado, através do Mapa Covid-19. Somente quando a bandeira roxa vigorar neste mapa, as aulas presenciais deverão ser paralisadas.

O decreto do prefeito Johnny Maycon informa ainda que o retorno previsto das aulas nas escolas municipais é a partir da próxima segunda-feira, 17, a princípio em 40 unidades já inspecionadas e consideradas aptas para receber alunos e educadores. É intenção da prefeitura, posteriormente, liberar mais escolas para as atividades presenciais.

Ápice da pandemia

O momento que vivemos na pandemia do coronavírus é muito delicado, já que não somente Nova Friburgo, mas municípios vizinhos estão no ápice da pandemia, com número de casos ativos altíssimos, mortes diárias e ainda novas variantes do vírus já circulando nas cidades.

A Prefeitura de Nova Friburgo, em mais um boletim, divulgou no início da noite desta terça-feira (11/5), uma atualização sobre o avanço da pandemia do novo coronavírus no município. Segundo o informe, a cidade contabiliza 16.669 pessoas infectadas. Com isso, foram 190 novos casos em 24 horas.

Entre os infectados, estão 739 profissionais da saúde, com 05 óbitos na área. O número total de mortes agora é de 552. São 25 friburguenses que estão internados e 07 óbitos estão sendo investigados. Com relação aos pacientes recuperados, já são 8.182 pessoas curadas da Covid-19. Ainda segundo o boletim da PMNF, 14.125 casos foram descartados. Ao todo, 30.874 testes foram realizados, e deste total, 54,08% apresentaram o resultado positivo para o novo coronavírus.

Calculando o total de casos confirmados, menos o número de pacientes curados e mortos na cidade, Nova Friburgo tem hoje 7.935 casos ativos de Covid-19. Até esta terça (11), 61.347 pessoas foram vacinadas na cidade serrana, sendo 41.156 primeiras doses aplicadas e outras 20.191 segundas aplicações.

Confuso

Cidade de Nova Friburgo

Nova Friburgo aplicou medidas rigorosas no início da pandemia para conter a propagação do novo coronavírus na cidade. Foi implantado restrições severas ao comércio em geral e templos religiosos, inclusive, com toque de recolher nas ruas. Mas agora, as coisas estão um pouco confusas.

No “superferiadão” – período de 26 de março a 4 de abril – o prefeito Johnny Maycon deceretou implantou barreiras sanitárias em rodovias de acesso ao município, com medidas restritivas para tentar conter o avanço da pandemia de covid-19. As barreiras estão montadas na RJ-116, RJ-130, RJ-142, RJ-148. Na ocasião, ficou proibido o ingresso de ônibus e vans de turismo ou excursões, bem como veículos a passeio na cidade.

Após o “superferiadão”, as cinco barreiras sanitárias montadas nos principais acessos a Nova Friburgo, terminaram. Com isso, o prefeito da cidade adotou em 09 de abril o rodízio de CNPJ no comércio local, visando a restrição de circulação de pessoas no comércio. Nova Friburgo também manteve o ‘toque de recolher’ nas ruas.

Pois bem, o rodízio de CNPJ não durou muito tempo, e no dia 24 de abril um novo decreto foi publicado derrubando a medida. Segundo a Associação Comercial e Industrial de Nova Friburgo, no período do rodízio de CNPJ, “houve uma perda muito grande na economia da cidade”. Logo em seguida, Nova Friburgo passou de medidas severas para extremamente brandas.

Em 30 de abril, a Prefeitura de Nova Friburgo, liberou bares e pontos turísticos a funcionar. Os bares poderiam funcionar de 07h da manhã até às 21h, com capacidade de até 20%, com atendimento permitido apenas a clientes sentados, cada mesa com até oito pessoas. Ao mesmo tempo, a Prefeitura informava que “a nova variante do coronavírus tem acelerado a taxa de letalidade e atingindo pessoas cada vez mais novas na cidade”.

Agora, as aulas presenciais estão liberadas organizadamente na cidade. No documento, foi determinado que, com o fim do bandeiramento em Nova Friburgo, a Secretaria Municipal de Educação passou a seguir o bandeiramento definido pelo Estado, através do Mapa Covid-19. Somente quando a bandeira roxa vigorar neste mapa, as aulas presenciais deverão ser paralisadas. Do radical ao extremamente brando: confuso, não acha?!

Ônibus circulam superlotados na Região Serrana do Rio em meio à pandemia

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais