O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Ônibus circulam superlotados na Região Serrana do Rio em meio à pandemia

Os passageiros que dependem do transporte público em várias cidades da Região Serrana do Rio de Janeiro têm sofrido com as aglomerações em meio à pandemia de coronavírus. Trabalhadores entraram em contato com o @serranewsrj para relatar um verdadeiro descaso que vem ocorrendo nas linhas de ônibus que ligam Nova Friburgo às cidades de Cordeiro, Cantagalo e Macuco.

Uma usuária do coletivo que sai de Cantagalo para trabalhar em Bom Jardim todos os dias, informou a nossa redação que a superlotação é costumeira. “Uso sempre esse percurso e está ficando assim direto. Só esvazia em Monnerat” – relatou ela.

Mais duas trabalhadoras fazem o mesmo percurso e confirmaram que os ônibus da viação 1001 ficam lotados, principalmente nos horários de pico. “Insuportável, desumano, covardia sem fim” – relatou uma delas.

Segundo as denúncias, as linhas que lotam são nos horários de pico, às 17h e, pela manhã, quando as pessoas saem para trabalhar. Ainda segundo as denúncias, a maioria do ônibus que realizam o trajeto são fechados e contam com sistema de ar condicionado.

“Eu vou no Trajano de Moraes x Nova Friburgo e volto no Nova Friburgo x Cantagalo ou Nova Friburgo x Macuco, dependendo do horário que sai” – informou uma das denunciantes, que completou “estamos perdendo muitas pessoas e nos arriscando muito pra trabalhar dessa forma”.

Outra situação

Passageiros que dependem dos serviços da 1001 não conseguem voltar para casa e estão tendo que dormir na Rodoviária do Rio, por causa de uma alteração nos horários de viagem.

A denúncia parte de quem vive no Norte Fluminense e em pontos da Região Serrana. O servidor público João Carlos Jund mora no município de Bom Jardim e todos os dias gasta oito horas na estrada. Ele trabalha na Companhia Docas, na Região Portuária do Rio, e denuncia: colegas que não conseguem pegar o último ônibus estão dormindo no terminal rodoviário.

O problema ocorre depois que a empresa 1001 extinguiu a linha que saía às 21h30 da Rodoviária Novo Rio. Com a decisão, os passageiros só podem contar agora com os ônibus que partem às 18h30. A empresa de viação é a única que tem a concessão para explorar o serviço de transporte entre a cidade do Rio e os municípios da região, que compreende Bom Jardim, Cordeiro, Duas Barras, Cantagalo, Macuco, até São Fidélis.

Além da mudança do horário, o servidor João Jund ainda destaca que a 1001 não cumpre os horários e deixa os passageiros na mão, mesmo no meio da estrada.

5d328b1e d4b5 4aa5 92e5 f51893c0c44c

Em nota, o Detro, responsável por fiscalizar a circulação nas linhas de ônibus intermunicipais, se limitou a informar que todos os cidadãos podem ajudar denunciando irregularidades flagradas pelo telefone da Ouvidoria, que é o 3883-4241 ou pela WhatsApp Fale Detro, através do número 98596-8545 ou pelo e-mail: ouvidoria@detro.rj.gov.br.

Após ser questionado da resposta apresentada, o Detro, dessa vez, informou que devido à queda na demanda de passageiros decorrente da pandemia de Covid-19, o quadro de horários da linha Rio de Janeiro – São Fidélis da empresa 1001 foi reduzido. A medida se fez necessária, uma vez que de acordo com o Decreto Estadual 3893/81, uma empresa pode solicitar a suspensão da linha, caso a demanda de passageiros seja menor que 20% da capacidade dos veículos. Esta foi uma medida adotada para que os passageiros não ficassem totalmente desassistidos pela linha.

Recomendações

Especialistas reconhecem que, em algumas condições, é impossível evitar as aglomerações no transporte público. O infectologista Roberto Medronho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) faz algumas recomendações do que é possível fazer:

  • Se pegar na maçaneta e na roleta, evite colocar a mão no olho, boca e nariz;
  • Não tire a máscara sob hipótese alguma;
  • Se perceber que outro passageiro tosse ou espirra, saia imediatamente de perto;
  • Álcool em gel é eficiente;
  • Ao chegar no trabalho, primeira coisa a fazer é higienizar as mãos com água e sabão.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais