O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Deputado luta por aumento do auxílio emergencial: “pessoas estão passando fome”

Ressaltando que 15 milhões de pessoas passam fome no Brasil todos os dias, o deputado federal Altineu Côrtes (PL-RJ) vem defendendo o aumento do auxílio emergencial de R$ 300 para R$ 600. “Nesse momento não existe nada mais urgente no país do que resolver isso. Para isso tem que ter auxílio emergencial de R$ 600, imediatamente. A única saída é vacina no braço e comida no prato”, disse o parlamentar.

Altineu é autor do PL 130/21, apresentado em fevereiro, que concede o benefício de R$ 600 até junho e de R$ 300 de julho até o fim do ano, e que tramita até hoje na Casa, apensado ao PL. “O auxílio emergencial pago em 2021 é insuficiente para acabar com a fome de milhões de brasileiros. É urgente que o auxílio emergencial seja aumentado para R$600”, cobra o deputado.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na quinta-feira (27/5) que o governo pode prorrogar o auxílio emergencial, caso a pandemia da Covid-19 se agrave no país e o programa de imunização não atinja níveis suficientes para a maior parte da população. Pelo prazo atual, o benefício será pago até julho.

Auxílio emergencial

O auxílio emergencial começou a ser pago em abril de 2020 para amenizar os impactos da pandemia do novo coronavírus e chegou a mais de 60 milhões de famílias. O governo federal renovou o auxílio emergencial até o final do ano passado e depois, até julho de 2021. O auxílio, que era de 600 reais, passou a ser de 300 reais.

No início da pandemia de Covid-19, o governo Bolsonaro divulgou proposta de um auxílio de 200 reais, mais próximo à média então concedida pelo Bolsa Família, de 180 reais, enquanto o Congresso trabalhou num texto que previa a concessão de 500 reais. Ao fim, os parlamentares acabaram aprovando um benefício de 600 reais, e por fim, o benefício está em 300 reais.

O deputado federal Altineu Côrtes (PL-RJ) afirma que o auxílio emergencial pago em 2021 é insuficiente para acabar com a fome de milhões de brasileiros. “É urgente que o auxílio emergencial seja aumentado para R$600.”

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais