Covid-19: Pacientes são transferidos de Teresópolis para outros municípios

Covid-19: Pacientes são transferidos de Teresópolis para outros municípios

Os últimos dias têm lembrando um momento que Teresópolis viveu uma década atrás em um aspecto, o grande número de ambulâncias pelas ruas do município em alta velocidade e sirene aberta com objetivo de levar pacientes o mais breve possível para uma unidade hospitalar. A grande diferença é que, em 12 de janeiro de 2011, mesmo com todos os estragos causados pela maior tragédia natural da Região Serrana, os hospitais conseguiam atender os pacientes. Hoje, a situação está relacionada aos casos mais graves da Covid-19 e, como nessas ocorrências os doentes precisam de Unidades de Tratamento Intensivo, esse atendimento não é possível.

Teresópolis segue em situação crítica, sem vagas para UTI e com poucas para leitos clínicos, obrigando a transferência para outros municípios, o que ocorre através do Sistema de Regulação de Estado de Saúde. Petrópolis, Nova Friburgo e Duque de Caxias tem sido alguns dos destinos dos munícipes locais em situação grave devido ao novo coronavírus. Em outras ocasiões, até para Volta Redonda, a 250 quilômetros de distância, foram realizadas transferências.

De acordo com a Prefeitura, Teresópolis tem 41 leitos de UTI Covid-19. O município começou esta semana com todos eles ocupados. Na noite de quinta-feira (4), um levantamento divulgado pelo secretaria de Saúde mostrou que não há leito disponível. Um vídeo que circula nas redes sociais, mostra ambulâncias de Teresópolis chegando ao Hospital São José, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Casos de Covid-19

De acordo com o último levantamento, divulgado pela Prefeitura de Teresópolis na quinta-feira (4), a cidade tem 20.643 casos confirmados da Covid-19, com 382 mortes causadas pela doença.

Boletim epidemiológico mostra números sobre Covid-19 em Teresópolis RJ

Na quinta, dos 43 leitos clínicos para pacientes com a Covid-19, apenas 8 estavam livres. Já dos 41 leitos de UTI, todos estavam ocupados, 14 deles com pacientes intubados.

Até esta quinta, 8.049 pessoas haviam recebido a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Teresópolis.

Medidas de contenção

Nesta quarta-feira (3), um novo decreto entrou em vigor em Teresópolis. O documento estabelece medidas para tentar conter o avanço da Covid-19 no município.

Entre as medidas está o do rodízio de CPF para acesso aos estabelecimentos comerciais e de serviços (incluindo clubes, academias e similares). Munícipes com o dígito do CPF par só podem entrar e/ou adquirir produtos e serviços de forma presencial nos dias pares e os munícipes com o dígito do CPF ímpar, nos dias ímpares; sendo o dígito 00 considerado como par.

De acordo com a Prefeitura, a medida, no entanto, não será imposta para os serviços de saúde, farmácia, veterinária, postos de combustível (exceto conveniência), concessionárias e às atividades com limitação específica de ocupação.

O decreto também estabeleceu o horário das 10h às 19h para funcionamento do comércio de rua. O objetivo, segundo o município, é distribuir o fluxo de passageiros no transporte público. Os estabelecimentos do ramo de alimentação poderão admitir clientes até as 22h, devendo encerrar as atividades ao público até as 23h (incluindo atendimento presencial, delivery, drive thru e take away).

Após as 23h será permitido o funcionamento exclusivamente dos seguintes serviços essenciais: serviços de saúde, serviços veterinários, farmácias, postos de combustível (sem conveniência) e serviços de concessionárias públicas.

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.