Suspeito de ter matado a enteada de 13 anos é preso em Pádua

Padrasto suspeito de ter matado a enteada de 13 anos Laysla karla Leandro Dias é preso pela Polícia em Pádua

O padrasto suspeito de ter matado a adolescente Laysla karla Leandro Dias, de apenas 13 anos, em Laje do Muriaé no último dia 7 de agosto, foi preso pela Polícia na manhã desta quinta-feira (20) em Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense. O acusado do crime bárbaro foi encaminhado para 136° Delegacia Legal.

O pedreiro Paulo Antônio Feliciano dos Santos (padrasto de Laysla), de 35 anos, que estava foragido desde dia (07/08/2020), foi preso pela polícia militar do 36° BPM após denúncia anônima. Portanto, ele foi encontrado pelos agentes próximo à rodoviária de Santo Antônio de Pádua. Ao ser abordado, ele se identificou com um nome falso.

Caso Laysla karla

A adolescente Laysla karla Leandro Dias, de 13 anos, havia saído de moto com o padastro de Itaperuna para Carangola. Eles foram considerados desaparecidos desde o dia 7 de agosto. Mas no sábado (8 de agosto), a adolescente foi encontrada morta com sinais de violência na localidade Vai e Volta, em Laje do Muriaé.

A menina era moradora de Itaperuna. A mãe da vítima procurou a polícia na manhã de sábado relatando que Laysla tinha saído com o padrasto, de 35 anos, de moto. De acordo com o depoimento, ele alegou que iria passear com a garota até a cidade de Carangola. A mãe disse que não desconfiou de nada, pois a filha tinha costume de sair com seu padrasto.

Por volta das 15h de sábado, a adolescente foi encontrada morta, com indícios de enforcamento, no interior de uma casa abandonada na comunidade do Vai e Volta, na zona rural de Laje do Muriaé. A perícia constatou traumatismo craniano como causa da morte. De acordo com a Polícia Civil, a menina foi morta com pancadas na cabeça.

Mas no local, policiais encontraram a moto do padrasto, que foi apreendida. Ele teria trocado de moto com o irmão e ainda iria devolver cerca de R$ 1 mil como parte do negócio. Durante levantamentos, a polícia descobriu que na manhã de sábado o suspeito foi até a casa de seu irmão. Ele estava sem a enteada e afirmou que havia deixado ela em casa e que seguiria para Minas Gerais.

Mas a Polícia Civil chegou a divulgar o número (22) 3852 1977 para qualquer informação sobre o caso de Laysla karla Leandro Dias e ainda as fotos de procurado do padrasto da menina. O principal suspeito de ter cometido o crime foi preso na manhã desta quinta-feira (20/08) em Santo Antônio de Pádua.

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.