Novos casos de Covid-19 ligam o ‘sinal de alerta’ em Cordeiro

Novos casos de Covid-19 ligam o 'sinal de alerta' em Cordeiro

A última semana de agosto começou em tom de preocupação em Cordeiro, na Região Serrana do Rio. Diante dos aumentos excessivos dos novos casos de COVID-19 registrados na semana passada, a secretária de Saúde Vânia Huguenin em entrevista à 94.3 FM, fez um alerta à população sobre a necessidade de redobrar os cuidados de prevenção nesse momento.

Durante o bate-papo com a comunicadora Andreia Spilman, Vânia deixou claro que, tanto os integrantes do Gabinete de Gestão da Crise de COVID-19 quanto os profissionais de saúde, têm mantido uma atuação responsável. Contudo, advertiu que a população precisa manter o ‘sinal de alerta’ ligado, já que esse aumento de novos casos de Covid-19 é preocupante, especialmente porque a média – que ficava entre seis e sete por semana – saltou para 16 na semana que compreende entre os dias 17 e 23 de agosto.

Casos atingem pessoas mais novas

Nos últimos dias, a média de casos subiu nos bairros São Luiz – onde já foram registrados 30 casos desde o início da pandemia –, Rodolfo Gonçalves e Retiro Poético, que são maiores e apresentaram 29 casos cada até agora. Dados mostram também que o coronavírus vem crescendo entre os mais jovens. As faixas etárias mais atingidas nesse momento são de pessoas com idade entre 30 e 39 anos (35%) e 40 e 49 (37%). “É nosso dever e obrigação enquanto gestores de saúde passar a realidade para a população. Divulgamos diariamente o Boletim Oficial e semanalmente os gráficos ilustrativos com informações exatas e atualizadas da situação”, colocou Vânia durante a entrevista.

Relaxamento é perigoso

Vânia relembrou que as principais orientações das autoridades, avalizadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), continuam sendo o isolamento social, a higienização periódica das mãos com água, sabão e álcool em gel e a utilização de máscaras de proteção facial para quem sai em público. Segundo a profissional de saúde, ainda não é o momento de a população relaxar com as medidas de prevenção.

“Nosso povo tem como característica o calor humano. Mas ainda é muito precoce nesse momento mantermos qualquer tipo de encontro que gere aglomeração, como festas particulares, churrascos e eventos. Pode ser muito perigoso, porque se trata de um vírus invisível, que muitas vezes se dissemina sem que os contaminados apresentem sintomas. Todo cuidado é pouco”, alertou a secretária de Saúde de Cordeiro.

Ocupação da UTI e Bandeira Amarela

Apesar de sua recente implantação ter conferido maior tranquilidade não só à população cordeirense, mas de toda região, por atender também às cidades vizinhas, a Unidade de Terapia Intensiva de Cordeiro (UTI), que conta hoje com dez leitos, segue em estado de alerta. Atualmente, sua taxa de ocupação é de 50% – com um paciente local e quatro de fora. “Isso nos coloca em situação de Bandeira Amarela. Se registrarmos duas novas ocupações entramos em Bandeira Vermelha e precisaremos adotar sérias medidas restritivas. Por isso, a colaboração da população é essencial para que consigamos reduzir novamente os índices”, esclareceu a secretária.

Centro de Triagem e Vigilância Sanitária

Segundo a secretária, embora seja preciso redobrar a atenção, os trabalhos da equipe da Vigilância em Saúde de Cordeiro continuam funcionando de forma eficiente e efetiva. Ao apresentar sintomas, o munícipe é submetido imediatamente ao isolamento total, o que garante a prevenção precoce e freia o surgimento de novos casos de Covid-19. O acompanhamento é feito diariamente pela Secretaria de Saúde através de contato telefônico e suporte médico caso haja necessidade.

Para fechar a entrevista, Vânia Huguenin disse que o Centro de Triagem da COVID-19 está funcionando plenamente na Unidade de Saúde do Centro, localizado na antiga Delegacia de Polícia, próximo ao Parque de Exposições, e está à disposição da população. “Estamos preparados para tirar todas as dúvidas e atender aos novos casos suspeitos, pois contamos com profissionais altamente capacitados e receptivos. Se apresentar sintomas gripais, não fique na dúvida, procure atendimento”, concluiu.

Por Ricardo Vieira

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.