OMS reconhece transmissão do coronavírus pelo ar em locais fechados

OMS reconhece transmissão do coronavírus pelo ar em locais fechados

A Organização Mundial da Saúde (OMS) atualizou as formas de transmissão do novo coronavírus no dia 09 de julho. A entidade reconheceu a possibilidade de disseminação da doença via aérea, ou pelo ar, especialmente em ambientes fechados.

A mudança veio depois de uma carta enviada por 239 cientistas de 32 países solicitar o reconhecimento da entidade sobre o potencial de propagação do vírus pelo ar. Para os pesquisadores autores, “existe um potencial significativo de exposição por inalação a vírus em gotículas respiratórias microscópicas (microgotas) a curtas e médias distâncias (até vários metros, em ambientes fechados e sem ventilação), e defendemos a utilização de medidas preventivas para mitigar esta via aérea de transmissão”.

Em resposta, a OMS destacou nas novas orientações que surtos da doença relatados em espaços fechados e com aglomeração de pessoas sugerem a possibilidade da transmissão aerossol (via gotículas que percorrem longas distâncias), em associação à transmissão via gotículas. Dentre as situações citadas pela entidade, estão:

  • Ensaios de coral;
  • Restaurantes;
  • Aulas de ginástica/academias.

“Nesses eventos, a transmissão aerossol a curta distância não pode ser descartada, particularmente em locais fechados, como espaços com aglomeração e sem uma ventilação adequada, em um período longo de tempo com pessoas infectadas”, destaca a OMS.

A entidade destaca, porém, que outras formas de transmissão também possam explicar esses riscos dos ambientes fechados, como via superfícies contaminadas ou mesmo as gotículas de uma pessoa infectada a outra.

“Além disso, o contato próximo favorecido por esses ambientes aglomerados pode facilitar a transmissão de um número pequeno de casos para muitas pessoas (por exemplo, um evento de grande transmissão), especialmente se a higiene das mãos não for feita, se as máscaras não forem usadas e se o distanciamento físico não for mantido”, completa.

Partículas do coronavírus suspensas no ar podem infectar pessoas, dizem cientistas

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.