Hospital de campanha de Friburgo será fechado sem ter sido inaugurado

O secretário de Estado de Saúde, Alex Bousquet, disse que, ainda nesta semana, deve desativar os hospitais de campanha de Nova Friburgo, na Região Serrana, e de Nova Iguaçu e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. As três unidades nem chegaram a receber pacientes.

A afirmação foi feita na manhã desta segunda-feira (27) durante sessão da Comissão de Gastos com a Covid-19 da Assembleia Legislativo do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Com obras muito atrasadas, as unidades funcionarão apenas como reservas de leitos em caso de aumento de demanda.

Os três hospitais de campanha fazem parte de um total de sete previstos no contrato de R$ 770 milhões firmado entre a Secretaria de Estado de Saúde e a organização social Iabas. As negociações estão sob investigação — inclusive contra o ex-secretário Edmar Santos, que está preso — e o Iabas foi afastado da gestão.

De todos os hospitais anunciados, apenas dois entraram em operação — Maracanã e São Gonçalo. Segundo o secretário, o custo para o desmonte das unidades está incluído no valor original de R$ 770 milhões no contrato firmado entre a Secretaria de Estado de Saúde e a Organização Social Iabas.

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.