Petrobras sobe preço da gasolina em 5% e do diesel em 7% nas refinarias

Petrobras reduz gasolina pela 4ª vez em 2020, mas não chega ao consumidor

Na esteira dos aumentos dos preços do petróleo no mercado internacional nas últimas semanas, a Petrobras decidiu fazer novo reajuste de 5% nos preços da gasolina e de 7% nos preços do diesel em suas refinarias, que entrará em vigor a partir desta quarta-feira, dia 27.

É a quarta vez no mês de maio que a Petrobras reajusta os preços da gasolina, e a quinta no ano até agora. Já o reajuste no diesel nas refinarias é o segundo do ano.

Com os novos reajustes, o preço médio do diesel da Petrobras para as distribuidoras passou a ser de R$ 1,51 por litro, em média.

Na esteira dos aumentos dos preços do petróleo no mercado internacional nas últimas semanas, a Petrobras decidiu fazer novo reajuste de 5% nos preços da gasolina e de 7% nos preços do diesel em suas refinarias, que entrará em vigor a partir desta quarta-feira, dia 27.

É a quarta vez no mês de maio que a Petrobras reajusta os preços da gasolina, e a quinta no ano até agora. Já o reajuste no diesel nas refinarias é o segundo do ano.

Com os novos reajustes, o preço médio do diesel da Petrobras para as distribuidoras passou a ser de R$ 1,51 por litro, em média.

Já com o reajuste de 5% na gasolina , seu preço de venda nas refinarias ficou em R$ 1,32 por litro, em média.

O repasse nas bombas para os consumidores depende das políticas comerciais dos postos revendedores e das distribuidoras.
Além dos cinco aumentos de preço da gasolina feitos nas refinarias, a Petrobras promoveu ainda 12 reduções de preços ao longo dos últimos meses. O produto acumula ainda uma redução de preços de 30,9% em seus preços nas refinarias neste ano.

Já o diesel, além dos dois reajustes, teve ao longo do ano um total de 13 reduções de preços nas refinarias. O diesel acumula uma queda de 35,4% nas refinarias neste ano.

As altas ocorrem na esteira do aumento gradativo nos preços do petróleo no mercado internacional nas últimas semanas, depois de os valores terem despencado abruptamente desde o agravamento da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) , que provocou uma paralisação na economia mundial.

Agora, com a reabertura gradual na economia que vem sendo feita em alguns países, nesta terça-feira o petróleo Brent está sendo cotado a US$ 36,17 o barril. Já o petróleo do tipo WTI , negociado nos Estados Unidos , que já chegou a ter cotação negativa em abril último, está sendo negociado a US$ 34,35 o barril.