Como apoiar o comércio local durante a pandemia do coronavírus?

A pandemia causada pelo Covid-19 vem deixando marcas em todo o mundo, e em nossa região não poderia ser diferente. Mas como apoiar o comércio local durante a pandemia do coronavírus? Um dos setores da economia que mais sentiu os efeitos da crise causada pela pandemia foi o comércio, que de portas fechadas e outros com restrições, acumulou grandes prejuízos.

As microempresas e os pequenos negócios representam 27% do PIB e 44% do salário dos trabalhadores, segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). No entanto, com a pandemia do coronavírus, esses estabelecimentos locais podem não resistir à crise e, outros, já chegaram a fechar as portas.

É de suma importância que o consumidor priorize a compra no comércio local nesse momento, para fortalecer as empresas da sua cidade e região. Esses microempreendimentos movimentam a economia da comunidade local, beneficiando os moradores.

Os negócios locais trazem

➡ serviços e mercadorias próximas, sem ter que se deslocar para o centro da cidade, onde costumam estar as grandes marcas;

➡ mais opções de compras e mais competitividade e, com isso, os preços do mercado ficam mais atrativos;

➡ funcionários que transitam na região e acabam consumindo de outros negócios locais;

➡ mais impostos pagos, ajudando a economia da cidade girar;

➡ soluções, inovações e investimentos para sua região, valorizando o lugar em que você mora;

➡ mais oportunidades de trabalho na sua comunidade.

Algumas formas de apoiar os pequenos negócios na crise

A melhor forma de apoiar os microempreendimentos é efetuando as compras nesses estabelecimentos, seja em momento de crise ou não. Mas, como estamos em estado de alerta e de redução de compras, há outras maneiras de apoiarmos esse mercado e manter ativa a economia da nossa região.

1. Compre tudo que você precisa dos pequenos negócios

Se você é uma das pessoas que só está saindo na rua para comprar itens de necessidade básica, compre tudo dos mercados locais. Vá a supermercados, padarias, farmácias e etc., da região.

Assim você salva empregos e um microempreendimento e ainda ajudará a conter a circulação, nessa fase de cuidados com a Covid-19.

2. Divulgue nas redes sociais

Curta a página dos estabelecimentos da sua região, compartilhe as promoções e indique para os seus amigos aquele serviço que você gostou. Isso pode ajudar muito nas vendas e na captação de clientes.

3. Conscientize as outras pessoas

Se você já entendeu a importância de manter os pequenos negócios ativos, passe essa ideia adiante. Converse com amigos e familiares, compartilhe este artigo ou outros posts sobre, para que eles também apoiem e comprem das empresas locais.

4. Adquira Vale-compras ou Cartão Presente

Sabemos que o momento é de quarentena e que estamos evitando o contato social, mas esse episódio vai passar, e logo estaremos fazendo nossas compras de novo. Então, que tal comprar um vale no salão de beleza que você gosta?

Ou um cartão de presente para alguém na loja de decoração próxima a sua casa? Ou quem sabe um voucher para utilizar assim que tudo normalizar no seu restaurante favorito? Isso vai ajudar a manter o negócio funcionando e ainda pode deixar esse momento de tensão mais leve, adquirindo um mimo futuro pra você ou para alguém que você ama.

5. Compre por Delivery

Como você está evitando sair, você pode optar por uma entrega. Ligue para os estabelecimentos da sua região e veja quais estão entregando em casa. Essa também é uma opção para passar os dias da quarentena de forma mais agradável.

Se você for uma das pessoas que está com medo de contaminação, os avisem sobre as medidas de proteção. Conversando você verá se eles também estão nessa luta e ficará mais tranquilo(a). Depois é só higienizar as embalagens e as mãos!

Essas são cinco ideias simples que muita gente pode colocar em prática e ajudar a comunidade a continuar crescendo, mesmo em um momento de dificuldade.