O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Como desenvolver um mindset exponencial e a autoconfiança

Como desenvolver um mindset exponencial e a autoconfiança

Perguntas poderosas: você tem medo de quê? Será do julgamento alheio ou do seu próprio autojulgamento? O que lhe impede de ser livre? Será talvez a dificuldade de se colocar vulnerável?

Vamos construir este pensamento juntos, quando observamos uma criança de até aproximadamente 4 anos, estamos diante de um ser humano realmente livre. Mas Aretuza, livre por quê? Porque ela faz o que deseja sem medo de nada, brinca e vive o momento presente em plenitude. Mas o que aconteceu no meio do caminho que nos fez ter medos? Sob a ótica da Vítima, vamos falar que fizeram algo de ruim conosco; sob a ótica do Guerreiro, podemos dizer que o que aconteceu era o que tinha que acontecer para que nos tornássemos quem somos hoje; e sob a ótica do Juiz, nos julgamos por não sermos bons o suficiente para nós e por pensarmos assim, alucinamos que não somos bons o suficiente para os outros.

A liberdade que menciono aqui é a liberdade de ser quem realmente somos. Contudo, se olharmos bem para a nossa vida, é fácil perceber que na maior parte do tempo fazemos as coisas para sermos aceitos e reconhecidos pelos outros. O pior é que muitas das vezes, nem nos damos conta disso. Sabe aquela tal angústia no peito? É algo sussurrando para nós que existe algo errado, mas não compreendemos exatamente o que é, e por isso vivemos numa busca incessante por alguma coisa que venha a nos preencher. De fato, nada nos complementará se antes não estivermos preenchidos de nós mesmos e não conduzirmos as nossas vidas de forma consciente.

Por outro lado, não é preciso nos culpar, culpar nossos pais ou o ambiente por termos adquirido crenças. Sabe por quê? Porque assim como elas foram construídas, elas podem ser descontruídas. E sabe qual é a boa notícia? O poder está em nossas mãos, mas antes de qualquer coisa, é preciso tomar consciência sobre cada medo, para assim combatê-los. Em outras palavras, não vamos declarar a vitória sem antes ter declarado a guerra.

E como desenvolvemos um mindset exponencial? Sabe aquele medo, por exemplo, de falar em público? Todos os dias, conheça uma pessoa nova, se apresente, puxe assunto, seja um cientista de pessoas. Quanto menos perceber, será tão natural que você não mais sentirá medo de se expressar e de bônus, elevará a sua autoconfiança. E não tem jeito, meus amores, é como tomar banho para a manutenção da higiene, que deve ser diariamente. Mas sem correria, ok? 1% a cada dia já está valendo, lembrando que: mais importante que qualquer tipo de movimento, é a consistência do mesmo. O bacana também é não se comparar com ninguém, a não ser com você mesmo, e no passado. Toda vez que nos comparamos, perdemos. Sabe por quê? Porque cada um tem a sua própria individualidade, logo, comparações não se cabem. O incrível é poder mensurar com clareza a nossa evolução diária.

Voltandooooo, percebeu que está mais leve falar em público? Se sim, bora para o nível 2: escolha um outro medo e siga a mesma metodologia. É bem interessante também, criar suas próprias estratégias de combate aos seus medos, porque dessa forma torna-se mais fácil virar um hábito. Através do exercício apontado aqui, você será capaz de desenvolver continuamente novos caminhos neurais, o que chamamos de neuroplasticidade….e boommm: olha o mindset exponencial aí e a autoconfiança nas alturas!

A maestria está na consistência. Vamos juntos transformar lama em ouro? Um beijo no coração e até a próxima coluna.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais