Infestação de escorpiões assusta moradores no Paraoquena, em Pádua

Uma criança foi picada por um escorpião em Pádua. Infestação de escorpiões assusta moradores do Paraoquena, em Pádua

Uma criança foi picada por um escorpião amarelo nesta terça-feira (03/12) no Paraoquena, em Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense.

O Brasil têm centenas de casos de mortes de crianças nos últimos anos. Há relatos de casos de aparecimento em localidades de Pádua, principalmente nos bairros que fazem divisa com Pirapetinga, Café Garoto, Glória e Monte Alegre.

A filha da moradora Aline Carvalho Oliveira foi picada pelo escorpião no dia 3/12. “Foi terrível, eu não dormi. Fiquei muito preocupada com ela, mas graças a Deus está tudo bem e ela está em casa”, contou a mãe.

O pai da menina fez registros e relatou que já encontrou centenas de escorpiões. Ele mesmo foi picado diversas vezes, contou. Mas o susto maior foi quando sua filha mais nova foi picada. A criança picada pelo escorpião passa bem.

Em julho de 2018, uma criança de apenas onze meses morreu no distrito de São Sebastião do Paraíba, em Cantagalo, na Região Serrana, devido uma picada do escorpião amarelo.

Não é um problema apenas do município de Pádua, mas que em outras cidades os números decorrentes de picadas tem surpreendido. O preocupante é que a maioria das unidades hospitalares do interior carecem do soro antiescorpiônico.

Como agir?

A principal coisa ao saber que foi picado por um escorpião é agir rápido. O atendimento deve ser feito em um tempo máximo de três horas. Crianças de zero a nove anos integram o grupo de risco. Por serem menores, o veneno se espalha de maneira mais rápida e intensa.

Apesar de dolorida, a picada não deixa marcas, então não há como saber onde exatamente ocorreu. O principal sintoma é a dor intensa no local da picada, mas a dor se espalha depois para o resto do corpo. Dependendo da idade, outros sintomas aparecem, como vômitos e queda repentina de pressão. Não é indicado o uso de qualquer medicamento ou procedimento paliativo (enfaixar, imobilizar, amarrar).

Segundo informações apuradas por esta redação, tanto o soro antiescorpiônico (para escorpiões) quanto o soro antiofídico (para cobras), estão em baixa nos estoques dos hospitais regionais. Por isso a importância de atentar a população sobre os riscos e os procedimentos no combate ao escorpião amarelo. Em caso de picada do animal, a população deve ligar para o SAMU (192).

Combate ao escorpião

É bom deixar bem claro que nunca se deve utilizar produtos químicos com cheiro para eliminar os escorpiões, este animal tem sensores embaixo do dorso que detectam qualquer risco químico que o ambiente possa lhe oferecer, portanto, se a dedetizadora contratada utilizar esse tipo de inseticida desconfie, tenha certeza que essa é a pior escolha para pôr fim aos escorpiões.

Para evitar os escorpiões, limpe e tente manter ventilação sobre cantos, armários, pisos e vazamentos em móveis e revestimentos. Tente eliminar ainda a formação de poças na parte externa de sua residência para evitar a proliferação de insetos que atraem os escorpiões.

A principal fonte de alimentação dos escorpiões são insetos. Portanto, se sua casa possui grande incidência de baratas, moscas, aranhas e outros, será necessário se livrar primeiro destes insetos para que o escorpião tenha mais dificuldades em se alimentar, vindo a morrer ou a sair de sua casa.

Os escorpiões podem ainda se alimentar de migalhas e demais restos de alimentos. Utilize ainda inseticidas ao redor de sua casa. Eles não afetam aos escorpiões, mas matam os insetos que servem de alimento para ele. Tenha cautela com o produto químico que está usando – ele pode ser nocivo aos humanos ou animais domésticos.

Para evitar que os escorpiões entrem na sua casa, é importante também tomar cuidado com os ambientes externos à sua residência. Cuide com os insetos do jardim, e tente acabar com os possíveis abrigos de escorpiões também na parte de fora do quintal. Escorpiões preferem ambientes escuros ao longo do dia. Por isso, busque manter sempre aparadas as moitas e folhagens que possam servir como um abrigo aconchegante para os escorpiões.

Na parte de dentro da casa, os ambientes mais povoados por escorpiões ficam embaixo das camas, em gavetas, sofás e em caixas de papelão. Portanto, manter “bagunça” ou objetos velhos desorganizados dentro da casa ou em “casinhas” no quintal certamente servirão de atrativo para os escorpiões lá se alojarem. Tome cuidado ainda ao lidar com pilhas de roupas e sapatos. São esconderijos muito utilizados pelo Tityus serrulatus.

Agora que a casa está lacrada, sem alimentos para este animal e sem locais fáceis para que eles habitem, é a hora e caçar e matar os escorpiões um por um. Essa é uma tarefa que exige alguma frieza e os equipamentos adequados, mas será a forma mais eficaz de se reduzir consideravelmente o número de escorpiões no local. Prefira realizar a caça durante a noite, no período em que eles realizam a maior parte de suas atividades.

Como você vai caçá-los durante a noite, será necessário enxergar os escorpiões. Mas eles possuem uma característica interessante: eles brilham no escuro! Se você utilizar uma lanterna com luz ultravioleta, eles se tornarão ainda mais facilmente localizados. É importante frisar que todo esse procedimento deve ser realizado com orientação de um especialista e com equipamentos de proteção individual.

Procure em muros e grades, paredes externas e internas, embaixo de pedras e outras rachaduras que possam conter os insetos. Ilumine as áreas com a luz, que incomodados, os escorpiões se movimentarão. Normalmente, os escorpiões não ficam na grama, caso exista em seu quintal. Portanto, ela não é prioridade.

Quando o foco dos escorpiões for localizado, extermine-os utilizando o objeto que achar mais prático, seja uma bota, uma ferramenta comprida ou outros. Certifique-se de que o animal está realmente morto, pois seu exoesqueleto pode ser bastante resistente mesmo a duros golpes. Uma vez que tenha abatido os escorpiões, coloque-os em sacos de lixo, prenda com nós e faça o descarte com aviso.

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.