Égua é resgatada três dias após ficar agonizando na rua, em Macuco

Égua é resgatada três dias após ficar agonizando na rua, em Macuco

Uma égua foi resgatada três dias após cair de um barranco e ser abandonada no Araponga, bairro Barreira, em Macuco, na Região Serrana.

O animal só foi retirado do local na tarde desta sexta-feira (22/11) com ajuda de uma máquina, após denúncia da ONG Ser da Terra.

O presidente da ONG, Rogério Bernardes, também registrou a situação em vídeo e disse que as condições de maus-tratos estão claras, solicitando apoio da Prefeitura.

Égua é resgatada três dias após ficar agonizando na rua, em Macuco

O Serra News informou com exclusividade a agonia do animal largado no Araponga para morrer, após vídeo do correspondente Rodrigo Macuco. (Veja o vídeo!)

Membros da ONG Ser da Terra foram ao local quando informados sobre o caso, nesta quinta-feira (21). O animal recebeu os primeiros tratamentos de colaboradores.

A égua caiu do barranco e foi abandonada por seu dono. O animal está em situação crítica, pois passou fome e ficou agonizando por dias na chuva.

Por meio de nota, a Prefeitura disse que foi comunicada sobre o animal apenas na quinta-feira (21), mas afirmou que tomou todas as providências de imediato.

O município disse que a égua abandonada foi retirada do local nesta sexta-feira (22), foi medicada e transferida para uma baia no Macuco Rural Parque para ter um acompanhamento.

 

A Prefeitura disse ainda que foi registrado um boletim de ocorrência, porque se deve apurar eventual prática do crime de maus-tratos.

Lembrando que o Art. 32 da Lei Federal nº 9.605/98, deixa claro a proibição de praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

A pena para esse tipo de crime ambiental é detenção, de três meses a um ano, e multa. Apesar das sanções, pessoas ainda insistem em praticar os maus-tratos animais.

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.