Personalidade de Santa Rita da Floresta: Qual a idade de Mario Inácio Vieira?

Personalidade de Santa Rita da Floresta: Qual a idade de Mario Inácio Vieira?
Quem possui laços com o distrito de Santa Rita da Floresta conhece o simpático Mario Inácio Vieira, conhecido como Sr. Mario. Ao chegar no 2º distrito de Cantagalo você pode encontrá-lo sentado na praça, caminhando vagarosamente pelas ruas ou recolhendo algumas latinhas de alumínio para vender pro caminhão do ferro velho. Mas afinal, qual a verdadeira idade desse senhor? 
 
Há uma história muito interessante a respeito da idade desse florestense de raiz. Presuma-se que o senhor Mario Inácio Vieira tenha entorno de 100 anos, como diz membros da família e também alguns amigos. Em seu Registro Geral (RG), expedido através do Detran-RJ, consta que Sr. Mario teria nascido em 24 de outubro de 1925, ou seja, ele têm 94 anos de idade. Porém, Mario Inácio Vieira teria feito o seu registro anos depois de seu nascimento, para receber o certificado de dispensa do Exército brasileiro. Sendo assim, estima-se que o Sr. Mario tenha pouco mais de 100 anos de idade. 
 
De família simples e gente muito trabalhadora, Mario deu duro e trabalhou durante toda a vida para a família Lozada, nas propriedades pelas áreas de Quilombo e Boa Vista, no território de Carmo. Mas sua vida inteira foi vivida no local que sempre amou, o distrito de Santa Rita da Floresta. Quando jovem, trabalhou na zona rural como agricultor e servidor braçal. Cresceu e foi trabalhar algum tempo como pedreiro no Rio de Janeiro, retornando novamente junto com os Lozada.
 
Um pouco lento no raciocínio, mas ainda sim bem antenado, Mario Inácio Vieira contou ao redator Iago Guimarães que chegou pegar o período do fim da escravidão no país. “Eu me lembro, era pequeno, tinha uns cinco anos”, contou ele. Perguntado em tom irônico se ele era escravo, ele responde na mesma assonância com uma risada sutil: “Era quase escravo, meu filho”. Para quem não sabe, no dia 13 de maio de 1888, chegou ao fim o trabalho escravo no Brasil. A aprovação da Lei Áurea, a lei que oficializou o fim da escravidão no país, foi assinada pela Princesa Isabel. 
Personalidade de Santa Rita da Floresta: Qual a idade de Mario Inácio Vieira?
Sr. Mario contou que deveria ter por volta de cinco anos de idade quando ainda presenciou o fim da escravidão e o início de uma nova era no Brasil. Uma época conturbada, pois sem acesso a terra e sem qualquer tipo de indenização por tanto tempo de trabalhos forçados, geralmente analfabetos, vítimas de todo tipo de preconceito, muitos ex-escravos permaneceram nas fazendas em que trabalhavam, vendendo seu trabalho em troca da sobrevivência. 
 
Tendo em vista a afirmação dessa personalidade florestense, é correto dizer que ele tenha entorno de 100 anos de idade. Filho de Guilherme Inácio Vieira e dona Elisa Prudencia da Conceição, o Serra News teve ainda acesso a sua Certidão de Casamento, datada em 22 de maio de 1949, onde oficializava o matrimônio com Rita Marinho. Mario Inácio casou-se quando tinha 24 anos.
 
Sendo assim, tendo em base o Registro Geral (RG), Mario Inácio Vieira têm atualmente 94 anos de idade. Mas levando em consideração que tenha pegado um pouco do período do fim da escravidão e também que tenha sido registrado quando adolescente, ele possui certamente mais de 100 anos de idade. De qualquer forma, parabenizamos pela sua vida! 
 
História de Floresta
 
O fundador de Santa Rita da Floresta foi o capitão Bernardo de Souza, imigrante português que chegou à região em 1876. Por haver na localidade uma densa floresta e muitos animais ferozes, encontrou muita dificuldade para a construção da vila. 
 
Bernardo Antônio de Souza, juntamente com seus primos, vindos de Portugal, derrubaram as primeiras madeiras e, assim, deram início às primeiras moradias, sendo que a primeira foi construída para ele. Logo em seguida, construiu a igreja, onde hoje está localizada a Capela de Nosso Senhor dos Passos, bem no centro urbano no distrito. Logo em frente, foi construído o cemitério, onde hoje funciona o Colégio Estadual Dr. Francisco Leite Teixeira.
 
Constituída por famílias católicas, a vila acabou recebendo uma imagem de Nosso Senhor dos Passos para a igreja construída. Mais tarde, também chegou uma imagem de Santa Rita de Cássia, chamada de “padroeiras dos impossíveis”. A primeira missa em Santa Rita da Floresta teria sido celebrada pelo padre Aprígio, da cidade vizinha de Carmo.

Personalidade de Santa Rita da Floresta: Qual a idade de Mario Inácio Vieira?

 

Alguns anos depois, com a localidade já elevada à condição de vila, os senhores João Henrique Vollú e José da Rosa Franca, com participação da população local, construíram a segunda igreja, a de Santa Rita de Cássia, que existe até hoje e que levou a santa a ser padroeira do distrito. A antiga igreja de Nosso Senhor dos Passos, construída pelo capitão Bernardo de Souza, foi demolida, já que se encontrava em péssimo estado de conservação. Mas, logo depois, e no mesmo local, o santuário foi reconstruído por Antônio Henrique de Souza, com participação da população. A reconstituição se deu entre os anos de 1938 e 1939.

 
Desta forma, Santa Rita da Floresta foi evoluindo a cada ano. À primeira rua deu-se o nome de Rua Principal. Atualmente, ela se chama Rua Capitão Bernardo de Souza, uma homenagem ao fundador da vila.
 
Comunidade nascida por volta de 1876, em virtude de ser passagem dos exploradores de ouro provindos de Portugal, Santa Rita da Floresta foi elevada à categoria de distrito de Cantagalo em 12 de setembro de 1890, quando atinge o auge do progresso em consequência do plantio de café. Com o baixo preço do mercado de café, os produtores foram perdendo o estímulo e abandonando as lavouras que, aos poucos, foram dando espaço às pastagens nativas, passando, então, à cultura de subsistência e à pecuária expansiva. 
 
Com o asfaltamento da estrada que liga Cantagalo a Santa Rita da Floresta – RJ-160, o distrito entra numa nova fase e passa a sofrer um novo fenômeno:  diversas famílias, geralmente filhos ou descendentes de filhos do lugar, que, antes, haviam se afastado, retornam, adquirindo chácaras, lotes, sítios, e fazendas, onde constroem casas de campo de alto custo e de reconhecido valor arquitetônico mudando, assim, a paisagem da sede do distrito de Santa Rita da Floresta. 
 

Atualmente, o distrito se destaca no cenário regional por confecções de moda íntima e no setor agropecuário, além de preservar seu semblante pacato da real vida interiorana.

POR IAGO GUIMARÃES