O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Ministro da Saúde visita Nova Friburgo e vai até Hospital do Câncer

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, esteve na segunda-feira (2/05) em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio. Ele foi até o Hospital do Câncer no final da tarde, que está com obras paralisadas desde 2017.

Uma licitação no valor de R$ 51 milhões está em andamento para que as obras sejam retomadas. Nesta segunda foram abertos os envelopes com os documentos de duas empresas interessadas em fazer o projeto e a execução dos trabalhos.

A expectativa do Secretário Estadual de Infraestrutura e Obras, Rogério Brant, é que dentro de 30 dias já se conheça a empresa vencedora da licitação.

O primeiro compromisso de Marcelo Queiroga na cidade ocorreu por volta das 10h30 no bairro São Geraldo. O ministro esteve numa Unidade Básica de Saúde para entregar a primeira placa do programa Mais Médicos. Foram direcionados cinco médicos de família para integrar a rede de atenção básica do município.

No fim da manhã aconteceu uma reunião com os prefeitos e secretários de saúde da Região Serrana, que integram o Consórcio Intermunicipal (CIS-SERRA) para discutir melhorias para os municípios.

Perto do meio-dia, o ministro chegou à sede do Senai Modas, no bairro Bela Vista, onde participou de uma reunião com prefeitos e representantes de pelo menos 17 municípios do Estado, que integram o Consórcio Intermunicipal (CIS-SERRA).

No início da tarde, Queiroga esteve na APAE que irá sediar o Centro Especializado de Reabilitação (CER-II) do Ministério da Saúde. Ao todo serão oferecidas 400 vagas para todo o território serrano, sendo o primeiro equipamento desta finalidade da região.

Além disso, outros investimentos foram anunciados para Nova Friburgo. A construção de uma nova UPA em Olaria, onde funcionava o antigo SASE, que deve custar aproximadamente R$ 8 milhões. Já a UPA de Conselheiro Paulino dará espaço para um novo Hospital das Clínicas, que está avaliado em R$ 43 milhões – disse o prefeito da cidade no Facebook.

Hospital do Câncer

As obras de construção do novo centro de tratamento para pacientes com câncer foram totalmente paralisadas em 2017, ano em que estava prevista a entrega do hospital para a população, com apenas 12% de seu projeto original de instalações físicas executado.

A visita no futuro Hospital do Câncer foi promissora. Custando cerca de R$ 51 milhões, o novo projeto deve ser retomado em breve, afirmou Queiroga. O Ministério da Saúde ainda enviou R$ 5 milhões em equipamentos para a rede SUS do município. Também foi anunciado o credenciamento de novos leitos de CTI no Raul Sertã, o que ocasionará o aumento em recursos federais recebidos.

279264431 369771505197316 6094497031957782412 n
A expectativa é que dentro de 30 dias já se conheça a empresa vencedora da licitação para a retomada do projeto do Hospital do Câncer.

 

A paralisação das obras do Hospital do Câncer ocorreu após o descumprimento contratual firmado entre a União e o Governo do Estado do Rio de Janeiro. O acordo inicial previa o investimento de R$ 49 milhões do Governo Federal somados com o investimento de R$ 9,8 milhões do Governo Estadual. No entanto, problemas na contratação das obras pelo Estado e a ausência de recursos estaduais fez com que a União suspendesse o repasse de verbas para a construção do Hospital do Câncer de Nova Friburgo.

Em 2018, houve uma nova tentativa de retomada da construção do hospital. O Governo do Estado do Rio de Janeiro apresentou uma readaptação do projeto, diminuindo o seu escopo original, para a retomar as obras. O projeto de readaptação foi apresentado ao Ministério da Saúde (MS) para a avaliação das normas técnicas e dos termos de auxílio financeiro a ser concedido pela União, mas, somente agora, o ministro da Saúde se pronunciou.

Friburgo: Ministério Público Federal cobra conclusão do Hospital do Câncer

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. AceitarLeia mais