O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Macuco enaltece força sociocultural afrodescendente

O pequeno município de Macuco, na Região Serrana do Rio, realizou no último domingo (28/11) o Concurso Beleza Negra. Os desfiles foram o foco principal, mas a programação que antecedeu também foi ótima, especialmente por trazer à tona a força das tradições macuquenses quanto às atividades folclóricas e culturais preservadas pela comunidade negra da cidade.

A Capoeira fez a atrativa mescla entre esporte, luta, dança e música. Já o Maculelê expôs sua origem da arte marcial armada, atualmente uma forma de dança que simula uma luta tribal tendo como arma dois bastões. Outra atração foi o Jongo, ritmo africano oriundo de Congo-Angola, cuja dança é praticada ao som de tambores e integra a cultura afro-brasileira.

Sobre o Concurso da Beleza Negra de Macuco, na categoria feminina, com 343 pontos, vitória de Rayane Rufino, enquanto foi eleito pela categoria masculina Guilherme Simões, com 331 pontos. Rainha e rei receberam as faixas das mãos dos antigos ‘ocupantes do trono’, Maria Isabel Pereira e Wagner Santos Junior e foram contemplados com os prêmios entregues pelo prefeito, vice-prefeita e primeira dama do município. Os segundos colocados foram Ryan Macedo e Yasmim Gomes e os terceiros Kaylane Andrade e Carlos Mota.

Concurso da Beleza Negra de Macuco

Movimento Negro de Macuco

Não se pode negar a força sociocultural afrodescendente de Macuco. Entretanto, aquilo que é mais marcante quanto à presença negra no município é o engajamento dessa comunidade tão orgulhosa de suas raízes e que, por isso, exibe isso de maneira clara e contundente. No sábado, dia 27/11, uma amostra dessa união em torno de ações que consolidem a valorização e popularização social e cultural da negritude esteve em evidência, com a solenidade de inauguração da sede do Movimento Negro de Macuco.

A ativista e subsecretária de Desenvolvimento Social Margareth Anselmo, a atriz Preta Rê e a artesã das tranças Raquel Felizardo
A ativista e subsecretária de Desenvolvimento Social Margareth Anselmo, a atriz Preta Rê e a artesã das tranças Raquel Felizardo

Para marcar o momento, uma série de atividades sociais e artísticas foram preparadas, entre elas uma palestra destacando temas relevantes da história da Raça Negra no Brasil e em Macuco, como a ‘Criação do Conselho de Igualdade Racial’ e ‘A Importância do Negro na Sociedade’. Também houve Capoeira com o Mestre Castor; explanação sobre a ‘História do Quilombo’, com Clenilza da Rocha; exibição da ‘Trança Nagô’, com Raquel Felizardo; ‘História da Boneca Abayomi’, com Margareth Anselmo; e amostra de danças típicas.

Chamou a atenção a presença ilustre, simpatia e espontaneidade da atriz da Rede Globo Regina Lúcia, a popular Preta Rê, que atualmente integra o elenco da novela ‘Nos Tempos do Imperador’. Além dela, ainda foram convidadas de honra a escritora Dayse Marcelo e a presidente do Conselho Estadual de Assistência Social e militante negra Caroline Araújo. “Vivemos hoje emoções e certezas de uma luta contínua que permanecerão para sempre dentro de nós”, relatou a líder Margareth Anselmo.

Por Ricardo Vieira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais