O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Moradores de São Fidélis não aguentam mais os buracos nas ruas da cidade

Moradores de São Fidélis, no Norte Fluminense, estão cansados de pedirem o básico à Prefeitura Municipal. Enormes buracos estão espalhados por toda a cidade e geram riscos a pedestres e motoristas todos os dias.

Na última semana, moradores do bairro Vila dos Coroados fizeram uma manifestação pedindo uma solução em relação aos buracos existentes no trecho urbano da RJ-158. Com uma faixa eles chegaram a tentar fechar a única ligação entre o Centro e a Vila dos Coroados, mas a pedido da Polícia Militar a via foi liberada.

No dia 4 de julho, um carro acabou afundando em um dos buracos espalhados pela Rua Raciufo Domingues, no bairro Nova Divineia, distrito de Ipuca, em São Fidélis. Moradores convivem há mais de oito meses com esses buracos enormes no bairro Nova Divinéia, alguns chegam a medir 2 metros de largura e profundidade.

Carro afunda em buraco no Nova Divineia; ruas de São Fidélis oferecem riscos

A prefeitura informou que nesta segunda-feira (12/7) dará início a uma operação tapa-buracos no trecho urbano da RJ-158 que corta a cidade. Há meses moradores vêm reclamando da quantidade de buracos em ruas como a Rua Dom Licínio Rangel, antiga Duque de Caxias, no trecho da Gamboa, e na Euclides da Cunha, a Beira-Rio.

Esse é um clamor da população de fidelense, um pedido aparentemente simples, mas que para o Poder Executivo de São Fidélis parece muito difícil. A situação dos buracos é corriqueira e vem ocorrendo por quase todas as ruas de diversas localidades da ‘cidade poema’, relatam moradores: “buracos e crateras que não param de oferecer riscos de acidentes.”

Crateras nas ruas do bairro Nova Divinéia gera indignação, em São Fidélis

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais