O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Macuco comemora de forma discreta os festejos de São João Batista

Macuco, na Região Serrana do Rio, manteve viva a tradição dos festejos de São João Batista neste 24 de junho – dia do padroeiro do município e também feriado municipal. De acordo com a Prefeitura, as comemorações discretas seguiram todos os protocolos de saúde devido a pandemia do coronavírus. Houve desfile cívico, alvorada e até a corrida de São João Batista.

Desfile Cívico

Na quarta-feira, dia 23 de junho, aconteceu o Desfile Cívico Escolar — que tradicionalmente abre os festejos de São João Batista no município. Ainda que de forma bem compacta e reservada — respeitando os protocolos de saúde — o desfile emocionou quem pôde acompanhá-lo.

Após a passagem da fanfarra — cujos integrantes, assim como as autoridades primaram pelo uso das máscaras e mantiveram o distanciamento social —, o prefeito relembrou a luta contra o coronavírus, mas enfatizou a importância da fé coletiva e sua certeza de dias melhores.

Desfile Cívico - Tradicional festa de São João Batista em Macuco

Alvorada

Por volta das 07 horas deste 24 de junho, os dedicados instrumentistas da Sociedade Musical São João Batista saíram da sede da banda em um passeio harmônico por Macuco e foram até a Igreja Matriz, aonde chegaram para receber as bênçãos do Padre Fernando e executar belíssimas peças musicais para marcar o momento religioso. A banda carrega o nome do sagrado patrono e mantém em voga a história recente da cidade.

Embora tenha ocorrido sem a badalação costumeira antes da pandemia, mas mantendo a prevenção, a alvorada preservou o tom emotivo e o teor de louvor a São João. Glórias e louvores foram ofertados com carinho e devoção pela população macuquense para saudar e reverenciar o Dia do Padroeiro.

Alvorada - Tradicional festa de São João Batista em Macuco

Corrida de São João Batista

Macuco mantém acesa a chama da Corrida de São João Batista. Seguindo as determinações sanitárias e os critérios de segurança, apenas atletas macuquenses participaram. Foram 40 no total, que chegaram ao ponto de partida divididos em várias conduções para evitar aglomerações e todos utilizando máscaras antes e após o evento. O prefeito Bruno Boaretto também participou da corrida, que teve apoio da Guarda Municipal e foi assistida pela vice-prefeita Michelle Bianchini e pelo secretário Hugo Carvalho.

Corrida de São João Batista em Macuco

Dia do Padroeiro

A Diocese de Nova Friburgo sempre se prepara para celebrar em 24 de junho o seu padroeiro secundário, São João Batista. Considerado também patrono da Catedral Diocesana e de três municípios, entre os 19 que compõem a diocese: Nova Friburgo, Macaé e Macuco, nestas e em outras localidades, as paróquias dedicadas a São João Batista também realizaram os seus festejos de forma reservada.

Para evitar a proliferação de Covid-19 e seguindo as determinações das autoridades de saúde, sobretudo em relação ao necessário distanciamento social e uso de máscara, a programação tradicionalmente junina ganhou desde 2020 uma nova roupagem. Portanto, foi realizada on-line, com transmissões ao vivo por meio das redes sociais de cada comunidade, com a participação discreta dos fiéis no templo.

São João Batista

São João Batista nasceu milagrosamente em Aim Karim, cidade de Israel que fica a 6 quilômetros do centro de Jerusalém. Seu pai era um sacerdote do templo de Jerusalém chamado Zacarias. Sua mãe foi Santa Isabel, que era prima de Maria Mãe de Jesus. São João Batista foi consagrado a Deus desde o ventre materno. Em sua missão de adulto, ele pregou a conversão e o arrependimento dos pecados manifestos através do batismo. João batizava o povo. Daí o nome João Batista, ou seja, João, aquele que batiza.

São João Batista é muito importante no Novo Testamento, pois ele foi o precursor de Jesus, anunciou sua vinda e a salvação que o Messias traria para todos. João Batista era a voz que gritava no deserto e anunciava a chegada do Salvador. Ele é também o último dos profetas. Depois dele, não houve mais nenhum profeta em Israel.

Figura de São João Batista

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais