O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Atacante natural de Cantagalo busca fazer história em clube de Mato Grosso

No município de Cantagalo, na Região Serrana do Rio, o clima era de festa no último sábado (28/6). Não por acaso. A cerca de mil quilômetros do local, em Ceilândia, no Distrito Federal, o “cria da casa” Romário Simões entrava em campo para fazer o terceiro gol do Nova Mutum na vitória por 3 a 0 sobre o Gama. Para os pais que moram no pacato distrito de Santa Rita da Floresta, no RJ, e sempre acreditaram no futebol do filho foi, portanto, só felicidade.

A confiança em Romário, por parte dos pais Adriano e Sandra, surgiu antes mesmo de o filho nascer. O pai parecia já pressentir a vinda de um artilheiro na família. Flamenguista e fã do camisa 11 da Seleção de 1994, não teve dúvidas: seu filho se chamaria Romário. E assim o batizou. A idolatria passou de uma geração para outra. Com o típico sotaque carioca, o jogador afirma: “Romário é referência, tá doido! Tem que ter o ‘baixola’ como referência.”

E a inspiração é combustível para Romário Simões crescer no futebol. Tendo apenas atuado no futebol amador até os 18 anos, o atacante só passou a ter envolvimento com clubes profissionais a partir da oportunidade trazida por um olheiro. “Eu fui jogar um amistoso contra um time de Petrópolis e aí tinha um cara que trabalhava no Serrano-RJ. Ele me viu e me levou para o clube”, recorda.

Romário Simões, natural de Cantagalo, jogador do Nova Mutum em Mato Grosso

Mas, mesmo com apenas 22 anos hoje, Romário percorreu uma longa trajetória até chegar ao Azulão da Massa. Antes de desembarcar em Nova Mutum, atuou não só pelo Serrano, mas também pelo Volta Redonda, onde chegou a alcançar as quartas de final da Copa São Paulo (fazendo gol contra o Vasco, que viria a ser vice-campeão), pelo Boa Esporte-MG e pelo Estrela do Norte-ES. Só aí chegou ao Valdir Doilho Wons. “Me falaram sobre as conquistas recentes do Nova Mutum e, então, me interessei e vim. Estou muito focado”, comenta.

Centroavante de mobilidade, Romário agora briga para ter cada vez mais oportunidades no time. E com a mesma autoconfiança do xará, não esconde suas ousadas ambições. “Todo mundo quer ser artilheiro. Estou na briga para isso. O foco é este. Fazer gol e ajudar minha equipe: colocar o Nova Mutum na Série C do Campeonato Brasileiro.”

Série D do Campeonato Brasileiro

O Nova Mutum Esporte Clube é um time de Mato Grosso que disputa o Campeonato Brasileiro da Série D. O grupo foi montado a partir de manutenções de atletas que disputaram campeonatos mato-grossenses, alguns que fazem parte da base e contratações de outros clubes do país. A equipe tem a seguinte formação:

No gol foram definidos Gabriel Oliveira (renovação), Gootemberg (base) e João Augusto (São Luiz-RS). Os laterais são Gustavo Nogy (renovação), Michael (Cabofriense) e Jonathan (Patrocinense-MG). No setor defensivo do Nova Muutm, foram definidos Taison (renovação), Mendonça (renovação) e Saulo (Barbalha-CE).

Os meias serão Jonathan Cabeça (renovação), Léo Campos (Luverdense), Cauan (Americano-RS), Sobral (Juventude-RS), Higor Rosa (renovação), Vitor Gottems (renovação), Rafinha (Juventude-MA), Bruno Domingues (Nacional-AM), Allan Cristian (Santa Cruz-RS) e Nalberty (base).

No ataque, integram o grupo Hugo (São Gabriel-RS), Dieguinho (renovação), Cadinho (Juventude-RS), Winicius (Brasil de Pelotas), Matheus Vieira (Ceilândia), Felipe Augusto (Boca Júnior-SE) e Romário Simões (Estrela do Norte-ES)

Por Alan Rones

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais