O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Cidades do interior do RJ suspendem vacinação contra a Covid-19 em gestantes

Algumas cidades das regiões dos Lagos, Serrana e Norte Fluminense informaram na manhã desta terça-feira (11) a suspensão da aplicação da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz em gestantes após recomendação da Anvisa.

Na noite de segunda-feira (10), a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão imediata da vacinação contra o coronavírus em gestantes com as doses da AstraZeneca/Fiocruz.

A vacina vinha sendo usada, no país, em grávidas com comorbidades. Agora, só podem ser aplicadas a CoronaVac e a da Pfizer neste público. As vacinas da Pfizer foram disponibilizadas apenas para as capitais.

O texto da nota emitida pela agência reguladora diz que a orientação é que “seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) a indicação da bula da vacina AstraZeneca e que a orientação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas Covid em uso no país.”

A Anvisa, no entanto, não relatou nenhum evento adverso ocorrido em grávidas no Brasil. O estado do Rio suspendeu a vacinação de grávidas contra a Covid-19. Nesta terça-feira (11), a capital também não tem vacina nos postos para as gestantes, com comorbidades ou não.

Na Região Serrana do Rio, as prefeituras de Areal, Bom Jardim, Nova Friburgo e Santa Maria Madalena emitiram nota sobre a vacinação em gestantes. No Norte e Noroeste Fluminense, Campos, Italva e São Francisco de Itabapoana também se pronunciaram sobre a recomendação da Anvisa.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais