Procissão de Santa Rita de Cássia torna-se Patrimônio Cultural de Cantagalo

Procissão de Santa Rita de Cássia como Patrimônio Cultural de Cantagalo

Através da Lei 1.578/2020, o prefeito Guga de Paula sancionou no dia 11 de novembro de 2020, o projeto de autoria do vereador Prof. João Bôsco que eleva a Procissão de Santa Rita de Cássia do Rio Negro à condição de Patrimônio Cultural Imaterial de Cantagalo, na Região Serrana do Rio.

O projeto de lei havia sido apresentado na sessão da Câmara Municipal do dia 06 de outubro, com o intuito de reconhecer a Procissão de Santa Rita de Cássia do Rio Negro, realizada todo dia 22 de maio no distrito de Euclidelândia, como patrimônio cultural imaterial do município de Cantagalo.

No projeto de lei o vereador argumenta: “(…) a Procissão de Santa Rita de Cássia do Rio Negro expressa os três principais aspectos que caracterizam as manifestações religiosas católicas: o culto aos santos, a peregrinação/romaria e um conjunto de ritos e cerimônias. (…)

E como conclusão de sua justificativa para a apresentação do projeto, afirma: “Sendo a Procissão de Santa Rita de Cássia do Rio Negro uma das mais tradicionais manifestações da fé católica do município de Cantagalo, e uma das maiores devoções a essa santa no Estado do Rio de Janeiro; é que apresento, também respaldado pelo abaixo assinado que segue em anexo, o presente projeto de lei que tem como objetivo elevar a Procissão de Santa Rita de Cássia do Rio Negro à condição de Patrimônio Histórico Cultural Imaterial de Cantagalo.”

De acordo com João Bosco, essa conquista é dedicada a todo o povo católico do município, em especial aos devotos de Santa Rita que há mais de meio século organizam, com fervor e dedicação, uma das mais tradicionais manifestações da fé católica de Cantagalo e região, e uma das maiores devoções a essa Santa no Estado do Rio de Janeiro.

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.