Vacina de Oxford contra Covid-19 é quase 100% eficaz com 2 doses

Vacina de Oxford contra Covid é quase 100% eficaz com 2 doses

Entre as vacinas testadas no Brasil, uma das mais adiantas em termos científicos e burocráticos é a de Oxford. Com a assinatura da Medida Provisória (MP) que garante o dinheiro da encomenda do antivírus, o país vê mais próxima a possibilidade de imunização.

Segundo a presidente da Fiocruz, Nísia Trindande, os testes de fase 2 da vacina mostraram eficácia próxima de 100% quando aplicadas duas doses.

“A vacina encontra-se na fase 3 de testes, coordenada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Tudo que temos acompanhado nos traz expectativas, especialmente porque os resultados da fase 2 de testes mostrou que a eficácia da vacina de Oxford é próxima de 100% com duas doses.”

Nísia diz que, apesar de não pode cravar uma data de quando a vacina estará disponível para a população, as primeiras remessas do medicamento chegam ao Brasil em dezembro e janeiro.

Bio-Manguinhos

O acordo da Fiocruz com Oxford garante o envio da encomenda tecnológica da vacina para o Brasil, o que dará ao país independência para a produção do medicamento. Para Nísia, um dos grandes legados do acordo será a melhoria da estrutura do laboratório da Fiocruz de Bio-Manguinhos.

“Vamos investir na Bio-Manguinhos para estar aptos a ter essa nova tecnologia de vacina. É uma plataforma de futuro que estamos incorporando ainda em desenvolvimento.”

Ela conta que a Fiocruz está discutindo a entrada de outros investidores para melhorias de Bio-Manguinhos. “Estamos em discussão para um apoio da iniciativa privada para fortalecer a estrutura do laboratório para termos um legado permanente.”

Testes

Desde 23 de junho, a Universidade de Oxford seleciona 5.000 profissionais da saúde para receber no Brasil as doses da sua vacina, feita em parceria com a biofarmacêutica anglo-sueca AstraZeneca. Nesse processo, metade dos voluntários recebe a vacina e a outra metade placebo, mas somente os pesquisadores sabem quem tomou o que. O teste é de dose única.

Resultados preliminares das fases 1 e 2, publicados na revista científica The Lancet, mostraram que a vacina de Oxford  contra o novo coronavírus é segura e gerou resposta imune contra a Covid-19. Agora, a fase 3 vai tentar demonstrar a eficácia da droga. Além do Brasil, a fase 3 também ocorre no Reino Unido e na África do Sul. Segundo a Organização Mundial da Saúde, essa é a pesquisa pela imunização mais avançada no mundo.

Covid-19: Vacina de Oxford poderá ser aplicada no Brasil já em dezembro

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.