Comerciantes fazem protesto em frente à Prefeitura de Cordeiro

Comerciantes fazem protesto em frente à Prefeitura de Cordeiro; eles pedem adoção do lockdown na cidade

Comerciantes de Cordeiro, na Região Serrana, se direcionaram até a frente da Prefeitura exigindo uma reunião com o prefeito Luciano Batatinha. De acordo com essa parcela de comerciantes, o assunto seria sobre a suspensão de todo o funcionamento do comércio da cidade. Até o momento, Cordeiro registra 13 casos confirmados de Covid-19 e um óbito.

Os manifestantes também pediram que haja mais fiscalização na cidade, pois estabelecimentos não estão cumprindo com os decretos. Nesta quinta-feira (21-05), foi publicado o Decreto Municipal Nº 062/2020, o qual determina a suspensão do comércio não essencial no município.

A Polícia Militar foi acionada e orientou que os manifestantes indicassem, nesse momento, um representante da classe para ir conversar com o prefeito. Alguns dos comerciantes presentes na manifestação, disseram que o chefe do Executivo teria se recusado a conversar com a classe. Eles pedem que todos os estabelecimentos funcionem com restrições ou que se determine a suspensão do funcionamento de todo o comércio por igual.

O novo decreto municipal que determina a suspensão do comércio não essencial, estabelece que os trailers deverão funcionar em horário regular, sob a forma de Delivery, ficando proibido o atendimento no local. O decreto determina ainda, que as atividades consideradas essenciais deverão funcionar em período regular.

Os hotéis e pousadas ficam proibidos de receberem grupos de hóspedes com mais de três pessoas. As academias de ginástica e esportes, salões de beleza, serviços de massoterapia, depilação e congêneres, bem como obras de construção civil não emergenciais, ficarão com suas atividades suspensas durante a vigência do decreto.

Os estabelecimentos que atuam em serviços considerados essenciais deverão, obrigatoriamente, manter todas as medidas de segurança e higiene.

Veja também: