Coronavírus: Witzel flexibiliza circulação interna em cidades do interior

Coronavírus: Wilson Witzel flexibiliza medidas restritivas de circulação interna em cidades do interior

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou que nos municípios do estado, onde não houver casos confirmados da Covid-19, as medidas restritivas podem ser flexibilizadas. Segundo o governador, só estarão liberados as cidades que comprovarem ter uma eficiente barreira sanitária. Apesar de escolas, por exemplo, continuarem fechadas, o comércio e restaurantes poderão funcionar, mas sem aglomerações.

A declaração foi dada durante uma entrevista coletiva no Palácio Guanabara. Ele, no entanto, explicou que “a partir do momento que surgir o primeiro caso, nossa posição é de voltar as medidas”. Witzel também explicou que a medida não representa “flexibilização” das ações restritivas. Ele voltou a pedir que as pessoas permaneçam em casas.

As cidades são: São Francisco de Itabapoana, São Fidélis, Quissamã, Carapebus, Conceição de macabu, Varre-Sai, Natividade, Bom jesus de Itabapoana, Italva, Cardoso Moreira, São Jose de Ubá, Cambuci, Carmo, Laje de Muriaé, Miracema, Santo Antônio de Pádua, Aperibé, Itaocara, Paty do Alferes, Cantagalo, Comendador Levy Gaspparian, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena, Macucii, Cordeiro, Duas Barras, Engenheiro Paulo de Frontin, Sumidouro, São Jose do Vale do Rio Preto e Vassouras.

O artigo 1º do Decreto diz exatamente: “Fica autorizado o funcionamento dos estabelecimentos comerciais, de forma restrita, nos municípios que não tiverem, até a data da publicação do presente Decreto, nenhum caso confirmado de cometimento do coronavírus (Covid-19).”

O governador disse que a circulação interna será permitida nesses municípios do RJ, mas sem aglomerações. Além disso, os moradores dessas cidades também não poderão sair para visitas à outros municípios vizinhos. No decreto, fica também admitido o sistema de delivery, disse no Palácio Guanabara.

Para reforçar a importância cada vez maior do isolamento social, o governador afirmou que pedirá à Assembleia Legislativa (Alerj) a elaboração de um projeto que autorize o governo a multar quem estiver descumprindo as medidas de restrição.

Medidas restritivas até fim de abril

Com a quantidade de casos no Estado, Wilson Witzel diz que já há a previsão para estender a quarentena na maior parte do Estado até o final do mês de abril, afirmou o governador.

“Como o noroeste do Estado e cidades vizinhas apresentam a ausência do vírus, nós podemos permitir a maior criculação de pessoas. Nossa maior preocupação é com a saúde, mas também precisamos nos preocupar com a economia”, explicou.

O governador voltou a fazer um apelo para que as pessoas fiquem em casa. Caso contrário, pode tomar medidas restritivas. mais duras em relação ao isolamento social.

Veja também: