Ônibus Lilás visita em Cordeiro e traz serviços gratuitos para mulheres

Ônibus Lilás visita Cordeiro na semana que vem

A cidade de Cordeiro, na Região Serrana, receberá o Ônibus Lilás na próxima semana, mais precisamente na quinta-feira, dia 13 de fevereiro. O veículo – que é equipado com banheiro, cozinha, 20 cadeiras e um toldo – integra um projeto da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, através da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres.

Pois o objetivo da visitação do Ônibus Lilás, que ficará estacionado no centro da cidade, é divulgar informações sobre a prevenção da violência contra a mulher, prestar atendimento às vítimas e oferecer outras ações sociais. De acordo com o Estado, Com duas salas climatizadas, o espaço de atendimento propicia uma conversa sigilosa, humanizada e realizada por profissionais altamente qualificados, garantindo a tranquilidade do público feminino.

No dia 13/02 serão distribuídas senhas exclusivas do ônibus para que a população desfrute de serviços do ônibus Lilás como Segunda Via de Certidão de Nascimento, Casamento ou Óbito; Averbação em Certidões; Declaração de Hipossuficiência; Celebração de Casamento; União Estável; Certidões de Outros Estados; e Segunda Via da Identidade. A equipe é composta por assistente social, psicóloga e advogada. Também haverá uma palestra com o tema ‘Violência Contra a Mulher’.

Confira mais informações: Mas o que é necessário para obter a isenção de Segunda Via de Certidão de Nascimento, Casamento ou Óbito? Apresentar cópia ou dados da referida certidão (cartório, n° do livro, folha e termo); e comprovante de residência em nome do requerente. Portanto, o pedido só pode ser feito pelo próprio requerente ou representante legal. No caso de Segunda Via de Certidão de Óbito, comprovar grau de parentesco.

O que é preciso para Isenção de Celebração de Casamento? Apresentar documentos originais dos noivos, em perfeito estado de conservação; Certidão de Nascimento ou Casamento (averbada); Carteira de identidade; CPF; e Carteira de Trabalho (CTPS).

Por Ricardo Vieira