Lei idealizada por alunos proíbe o uso e comércio do cerol em Carmo

Lei idealizada por alunos proíbe o uso e comércio do cerol em Carmo

O dia 10 de outubro foi uma data especial para os alunos do 8º ano do Ensino Fundamental, turma 803, do CIEP 280. A convite do prefeito do Carmo, Cesar Ladeira, eles compareceram à Prefeitura, para presenciar o momento da sanção da lei que proíbe o uso do cerol na cidade.

A lei foi resultado de um projeto realizado na escola, em junho, o “Cerol, não!”. Após a confecção e exposição de cartazes, pesquisas, debates e atividade lúdica, os alunos encaminharam um oficio com uma sugestão à prefeitura e à Câmara Municipal de vereadores sugerindo a aprovação de lei que proibindo o uso e o comércio do cerol e similares.

A sugestão foi prontamente aceita pelo Poder Executivo, através de Reginaldo Machado, chefe de gabinete, e do prefeito Cesar Ladeira. O projeto foi aprovado por unanimidade pelos vereadores do Carmo.

Como reconhecimento pelo esforço e a atitude cidadã dos alunos, o prefeito convidou representantes da turma para uma visita à Prefeitura de Carmo, parabenizou a todos, conversou sobre a proposta contra o uso de cerol, agora lei, falou sobre os avanços de sua administração em várias áreas e homenageou os estudantes com uma medalha de mérito.

A sociedade carmense ganha com mais segurança e tranquilidade. Empinar pipas é divertido e faz parte de nossa cultura. Mas usar cerol é perigoso, coloca vidas em risco e é ilegal. Os alunos, por sua vez, compreenderam a importância dos três poderes, atuaram como cidadãos e protagonistas, empregando o conhecimento escolar para intervir e aperfeiçoar a vida social.

O projeto “Cerol, não!” surgiu em 2012 no CIEP 280, com alunos do ensino fundamental. Desde então é trabalhado periodicamente, por meio de diversas atividades, com o objetivo era conscientizá-los sobre os riscos do uso do cerol ou similares.