Trajano de Moraes está incluído no trajeto do caminho da Mata Atlântica

 

Trajano de Moraes está incluído no trajeto do “Caminho da Mata Atlântica”. A trilha de 4 mil quilômetros que tem seu limite norte do Parque Estadual do Desengano, e se estende até os cânions do Parque Nacional dos Aparados da Serra, no Rio Grande do Sul. Essa ação visa desde sua existência incentivar o contato das pessoas com ambientes naturais, promovendo desta forma mais saúde e incentivando conseqüentemente as atividades econômicas sustentáveis e ações para conservação e recuperação da Mata Atlântica.
 
O trajeto completo passa por cerca de 70 áreas protegidas, incluindo 10 parques nacionais e 32 estaduais, e une trilhas tradicionais como o Caminho do Itupava (PR), os Caminhos do Mar (SP), o Caminho de Mabucaba (SP/RJ) e as travessia Petrópolis-Teresópolis e Lumiar-Sana (RJ). Totalmente serpenteado por montanhas e praias, a trilha passa também pelas paisagens da Ilha de Santa Catarina (SC), Ilha do Mel (PR), Ilhabela (SP) e Ilha Grade (RJ).
 
O projeto, que tem como lema “as pessoas no coração da mata e a mata no coração das pessoas”, é uma iniciativa do Borandá, um movimento social fomentado pelo WWF-Brasil que reúne outros órgãos públicos, como ICMBio e INEA, federações de montanhismo e outras organizações da sociedade civil.
 
Em Trajano, o Caminho passará pela travessia da Boa Vista, na Serra das Almas, pela região do Alto Macabu e fará a trilha Sodrelândia – Trajano, que passa por uma das cachoeiras mais bonitas do município terminando na Floresta Estadual José Zago (antigo Horto Florestal), deste ponto a trilha cruza a área central da cidade antes de seguir em direção à Pedra do Bufão, já no município de Santa Maria Madalena.
 
No Feriado de Corphus Cristi foram sinalizados mais de 22 quilômetros no município e conversado com diversos potenciais parceiros sobre os benefícios de fazer parte da cadeia produtiva do projeto. Na primeira semana de julho o projeto será apresentado para a sociedade e empresários de Trajano. Empresas e pessoas que trabalhem com turismo e produtores rurais podem se tornar parceiros do projeto, apoiando a implantação e manutenção da trilha e recebendo divulgação junto aos caminhantes e outros interessados.
 
No meio de julho, doa dia 12 ao dia 15, reforçando a presença do Caminho da Mata Atlântica na região e conectando Trajano de Moraes a dois destinos turísticos já consolidados será realizada a travessia Lumiar – Maria Mendonça, envolvendo parceiros dos três municípios envolvidos (Friburgo, Macaé e Trajano de Moraes) e divulgando ainda mais a cidade como um pólo turístico para os praticantes do montanhismo. Saiba mais em www.caminhodamataatlantica.org.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.