O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Polícia Federal mira esquema de diplomas falsos em Teresópolis

A Polícia Federal (PF) iniciou na quinta-feira (09/02), a Operação Catarse, que investiga um esquema especializado em falsificar diplomas de medicina. Foram expedidos pela 4ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro 11 mandados de busca e apreensão, sendo que quatro são na cidade do Rio de Janeiro, um em Belford Roxo, um em Monte Carlos (MG) e cinco em Teresópolis, Região Serrana do RJ.

A operação aponta duas clínicas envolvidas. Até o último balanço, foram apreendidos celulares, jalecos, carimbos, documentos de identificação, carteira do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj), histórico escolar, diplomas, entre outros documentos que apresentam indícios de falsificação.

O conselho recebeu requerimentos para emitir registros profissionais de médicos com base em documentos falsos de graduação em Medicina, como diplomas e históricos escolares. “Durante a apuração, foram colhidos elementos que permitiram chegar a pessoas físicas e jurídicas envolvidas, dentre elas duas clínicas médicas”, afirmou a Polícia Federal em nota.

A investigação surgiu em razão de uma denúncia do Cremerj. Em abril do ano passado, duas pessoas já haviam sido presas em flagrante na sede do Cremerj quando tentavam obter o registro. A delegacia responsável pelo inquérito é a de Repressão a Crimes Fazendários.

Empresas apoiam a informação de qualidade

Veja também
error: Content is protected !!