O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Mortes de jovens após partos levantam suspeitas em São Fidélis

Duas parturientes perderam a vida em menos de uma semana no município de São Fidélis, no Norte Fluminense. Os casos causaram comoção e levantaram suspeitas de negligência médica no Hospital Armando Vidal, já que se tratava de duas mulheres aparentemente muito saudáveis. Ambas pacientes tiveram o parto na mesma data e vieram a falecer em datas distintas – informou a unidade hospitalar.

O primeiro caso aconteceu em 17/01/2023, onde uma gestante de 36 semanas deu entrada no pronto-atendimento do Hospital Armando Vidal, em trabalho de parto. A direção cogitou em transferir a jovem para o Hospital Plantadores de Cana, mas o parto normal aconteceu na própria unidade, feito pela obstetra plantonista. Em nota, a direção do hospital informou que houve complicações após o parto.

Não houve a saída da placenta, como deveria ocorrer. Com essa complicação do pós-parto (muito incomum), a equipe do Hospital Armando Vidal procedeu com a paciente para o hospital de referência em Campos dos Goytacazes, (…) mas houve negativa na transferência da paciente ao Hospital Plantadores de Cana, bem como o Hospital Geral de Guarus. (…) Por fim, a transferência foi aceita no Hospital Ferreira Machado. (…) Infelizmente fomos surpreendidos com a notícia do falecimento da paciente 48 horas após ser admitida naquela unidade.

Já o segundo caso, que aconteceu em 22/01/2023, trata-se uma puérpera acompanhada pelo pré-natal de alto risco e que teve parto cesariano no Hospital Armando Vidal em 17/01/2023, parto sem intercorrência, tendo o recém-nascido e a paciente recebido alta hospitalar no dia 18/01/2023. O Hospital de São Fidélis também publicou nota sobre o caso.

A puérpera em questão retornou ao pronto-atendimento em 22/01/2023, com um quadro de falta de ar e cansaço, foi atendida, medicada e internada na mesma unidade. Após realização de exames, horas depois, a paciente evoluiu piora acentuada da falta de ar, sendo transferida para a sala de estabilização com provável quadro de tromboembolismo pulmonar. Foi assistida pela equipe da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), porém, acabou evoluindo para óbito.

Nos dois casos, os recém-nascidos passam bem e estão saudáveis com vida. Familiares e amigos exigem às autoridades que investiguem os casos, pois existem suspeitas de negligência, e pedem justiça. A Prefeitura de São Fidélis, assim como a Secretaria Municipal de Saúde, não se pronunciaram sobre os casos até o término dessa matéria. Os casos teriam sido apresentados à Polícia Civil.

Nota do Hospital Armando Vidal

Mortes de jovens após partos levantam suspeitas em São Fidélis 02 03 04

Veja também