O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Pássaros em cativeiro são resgatados no São Cristóvão, em Friburgo

Policiais militares da Unidade de Policiamento Ambiental do Parque Estadual dos Três Picos resgataram no domingo (06/11), nove pássaros da fauna silvestre brasileira em cativeiro na cidade de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio.

Os agentes chegaram ao local após denúncias encaminhadas pelo Linha Verde (0300 253 1177). De acordo com a equipe da 5ª UPAm, a denúncia mencionava que em uma residência no bairro São Cristóvão, haveria criação ilegal de animais com objetivo de comercializá-los.

Munidos com as informações, os policiais então procederam à Rua João Cruzal Amorim e após autorização por parte do morador do imóvel, identificaram quatro pixanxão, quatro coleiros e um tizil, todos sem as anilhas de identificação ou as licenças necessárias.

Diante dos fatos, os agentes recolheram os animais e se deslocaram à 151ª Delegacia Legal, onde a ocorrência foi registrada. Vale ressaltar que os pássaros foram encaminhados à APA Macacu, onde após triagem serão devolvidos ao habitat natural.

Crime

Ter aves em casa, em gaiolas, é uma prática comum e muita gente já viu gente que mantem passarinhos desta forma. Isso pode gerar problemas? A resposta, pela lei, é sim. Se não houver registro sobre a origem do animal e licença dos órgãos ambientais é crime.

O artigo 29 da Lei 9.605/98, de crimes ambientais, prevê que apanhar espécies nativas, sem licença das autoridades é crime e também comete o crime quem mantém em cativeiro os animais. A pena é de seis meses a um ano de detenção e multa.

Linha Verde

O Linha Verde, programa do Disque Denúncia voltado para o meio ambiente, solicita a ajuda da população para denunciar crimes ambientais em todo o Estado do Rio. Por telefone, as denúncias podem ser feitas pelos números 0300-253-1177 (custo de ligação local) ou (21) 2253-1177.

O serviço também disponibiliza o serviço via Internet, através do aplicativo para celular “Disque Denúncia RJ”, pelo WhatsApp através do (21) 99973-1177, pelo site do Disque Denúncia ou pelo Facebook. Em todos os canais o anonimato é garantido ao denunciante.

Veja também
error: Content is protected !!