O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Seriema é flagrada no muro de residência no centro de Aperibé

Nosso correspondente no Noroeste Fluminense flagrou uma seriema tentando descansar no muro de uma residência na Rua Serafim Bairral, no Centro de Aperibé, na noite de segunda-feira (17/10).

Ao vê-la quietinha sobre o muro, Joanderson Gonzaga fez os registros desse lindo animal, que não parecia se importar com sua proximidade, mas sim queria mesmo era um repouso sobre o muro.

Essa é uma espécie que vive em áreas abertas. Os recentes incêndios florestais ameaçam seu habitat natural, o que faz migrar para a zonas urbanas. Outro fator é a inserção das zonas urbanas em áreas de natureza, os animais acabam precisando sair do seu habitat, por vezes, fazendo esse tipo de visita desejável.

Seriema

A seriema atinge uma altura média de 90 cm, podendo pesar 1,4 quilo. Ela tem asas largas e duras, além de cauda longa. É uma das poucas aves que tem pestanas nos olhos. A plumagem é cinzenta, com ligeira tonalidade parda ou amarelada. O bico é vermelho, como as pernas.

A espécie tem ainda um feixe de penas eriçadas que cresce na base do bico, que auxilia a camuflagem no meio do capinzal. De hábitos terrestres, empoleira-se no alto de árvores para dormir.

A seriema anda aos casais ou em pequenos bandos. Se perseguida, costuma correr em zigue zague e pode atingir 40 a 70 km/h, antes de levantar vôo. Seus gritos, seja de uma ave solitária, seja de um casal em dueto, são altos e longos. Um canto tão característico que é chamado de voz do cerrado.

Empresas apoiam a informação de qualidade

Veja também
error: Content is protected !!