O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Polícia Civil do Rio de Janeiro ganha Agência de Inteligência

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), inaugurou, na sexta-feira (25/03), Agência de Inteligência, atrelada à Polícia Civil, com a finalidade de concentrar a produção de conhecimento e informações contra a criminalidade. A Agência é subordinada à Subsecretaria de Inteligência da instituição e será chefiada pelo delegado Fernando Albuquerque.

Durante o evento, o governador ressaltou todo o esforço feito pelas autoridades estaduais para a estruturação da Segurança Pública fluminense, além de desenvolver processos de valorização dos profissionais que trabalham na instituição.

“Esta gestão tem dado uma valorosa contribuição à Polícia Civil. Este prédio é mais uma delas e mostra o quanto voltamos a investir, não apenas em tecnologia para investigações, mas também em estrutura para os nossos profissionais, que tanto têm nos ajudado a construir uma sociedade mais segura”, declarou o governador.

Polícia Civil do Rio de Janeiro ganha Agência de Inteligência

A Agência de Inteligência contará com diversos departamentos para tomadas de decisão, além de equipamentos de última geração no combate ao crime, como o Cellebrite, software israelense destinado a recuperação de mensagens ou imagens apagadas em qualquer equipamento eletrônico. O Cellebrite foi usado no caso Henry Borel e ajudou a polícia a elucidar a rotina de tortura psicológica e violência doméstica as quais a criança, que morreu assassinada, estava submetida.

As atividades desenvolvidas pela Agência de Inteligência atenderão também às demandas do Ministério Público e do Poder Judiciário, que poderão requerer interceptações telefônicas e telemáticas, por exemplo.

O secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, falou sobre como a Policia Civil vem trabalhando para ter a sua credibilidade institucional resgatada. Turnowski ressaltou ainda todo o trabalho que tem sido feita para combater a atuação da milícia no Rio.

“Desde o primeiro dia assumi o compromisso de ressignificar a Polícia Civil e devolver o respeito que a instituição parecia haver perdido. Com o apoio do governador Cláudio Castro, a Civil do Rio voltou a ser respeitada e trabalha para elucidar todo tipo de crime. Temos executado operações complexas com êxito e a maior prova disso é a FT-1000, força-tarefa que já prendeu mais de mil milicianos e causou prejuízos de mais de R$ 2,5 bilhões ao crime organizado”. explicou Allan Turnowski.

O governo do estado investiu aproximadamente R$ 25 milhões na construção da sede da Agência de Inteligência, onde funcionará a Escola de Inteligência e onde serão formados ou aperfeiçoados os profissionais da área. O Disque-Denúncia também ocupará o prédio da Agência, que terá uma representação junto ao Sistema Brasileiro de Inteligência.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. AceitarLeia mais