O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Cantagalo promove I Seminário sobre Panorama da Atenção Psicossocial

No dia 17 de dezembro aconteceu o I Seminário sobre a Atenção Psicossocial do município de Cantagalo, na Região Serrana do Rio. De caráter intersetorial, o seminário deve por objetivo apresentar os serviços já desenvolvidos no município em todos os níveis do Sistema Único de Saúde, bem como abrir um amplo debate e levantamento de demandas locais, tais como ações contra o suicídio e automutilação; uso abusivo e precoce de álcool e drogas; uso indiscriminado de psicotrópicos; entre outras.

O Seminário foi desenvolvido pelo Conselho Municipal de Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Cantagalo. O Conselho Municipal de Saúde de Cantagalo tem como presidente desde outubro de 2021, a Dra. Aretuza Pires dos Santos Lattanzi, que desde então já começou a fazer diferença, como a reestruturação do Regimento Interno de acordo com bases legais, atuação, participação e desenvolvimento de ações intersetoriais.

A metodologia utilizada na estruturação do Seminário foi de destaque e obteve elogios de conselheiros estaduais. “Pensar em saúde mental de forma ampliada é pensar no ser humano de forma integral e integrada a todo um sistema. E não há como promover saúde, em seu conceito mais amplo, com eficiência e eficácia, sem atuação no desenvolvimento humano de forma holística; o controle social está aqui para somar” – destaca Aretuza.

O Seminário contou com a presença do Poder Legislativo, através de Matheus Arruda (PP); do secretário de Saúde, Márcio Barbas, da Coordenação de Atenção Básica, Janaína Guzzo; da Fundação Pestalozzi de Cantagalo e Asilo Viscode do Pinheiro, na figura de Madalena Bard; do Centro de Atenção Psicossocial (CAPs), na figura de Irene França; do Hospital de Cantagalo, na figura de Diovani Duarte e do Dr. Adalberto Macedo.

O Seminário foi finalizado com uma roda de conversa integrativa e comunitária envolvendo os palestrantes e todos que estiveram presentes no evento. Dentre as discussões sobre o tema, foram abordados o consumo de álcool e drogas por grande número de jovens no município, bem como ações efetivas contra o suicídio e automutilação, e até uma possível política de atenção psicossocial em Cantagalo.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais