O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Estado abandona Casa de Euclides da Cunha há 10 anos em Cantagalo

A Casa de Euclides da Cunha, criada em 1965 pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, continua abandonada e fechada há quase 10 anos em Cantagalo, na Região Serrana do Rio. O espaço representa o único centro cultural do município, que atualmente, está sob administração direta da FUNARJ (Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro).

Há quase 10 anos, a Casa de Euclides da Cunha segue fechada no município e deixa de compartilhar com moradores, visitantes e turistas, as histórias, memórias e um vasto acervo sobre a vida do ilustre escritor cantagalense, considerado uma das personalidades mais importantes da literatura brasileira.

No início deste ano, o então coordenador de museus da FUNARJ, Douglas Fasolato, havia informado que o local estava em processo de reabertura. “O espaço está em processo de reorganização administrativa e conceitual para que possa cumprir seu papel de destaque na região de Cantagalo” – disse na ocasião.

Estado abandona Casa de Euclides da Cunha há 10 anos em Cantagalo
Fotos enviadas por alunos mostram o estado interno da estrutura que fica localizada na Rua Maria Zulmira Torres

O centro cultural com acervo de Euclides da Cunha estava recebendo estímulos e cuidados da Prefeitura de Cantagalo, que não renovou o Termo de Cooperação com a FUNARJ. O Governo do Estado é o responsável direto pelos cuidados da repartição, que guarda importantes documentos e objetos pessoais, artefatos de guerra e um dos primeiros exemplares de “Os Sertões”, do escritor.

Após construir sua trajetória e deixar um marco na história do país, na atualidade não está sendo possível conhecer de perto como foi o legado de Euclides da Cunha, pelo menos, não em Cantagalo. A redação aguarda o retorno da FUNARJ sobre a situação de abandono do espaço.

No dia 20 de janeiro de 2021, Euclides da Cunha completou 155 anos de história. O seu aniversário foi destaque na imprensa da região, e foi lembrado com carinho por muitos cantagalenses.

São José do Rio Pardo

Por outro lado, ou melhor, em outro Estado, os simpatizantes da obra de Euclides da Cunha mantém viva a cultura local e a história do escritor cantagalense, na cidade de São José do Rio Pardo, interior de São Paulo. Por lá, a Casa de Cultura Euclides da Cunha sempre realiza eventos em alusão ao autor, além de difundir movimentos e promover a cultura.

Um dos cenários do livro Os Sertões, obra-prima de Euclides da Cunha, São José do Rio Pardo orgulha-se de preservar a história da passagem do escritor – então recém-chegado de Canudos – por lá. Todo ano, estudiosos se reúnem para discutir a obra euclidiana nos atuais contextos literário e social.

Evento realizado em São José do Rio Pardo em homenagem ao escritor Euclides da Cunha
Evento realizado em São José do Rio Pardo, SP, em homenagem ao escritor Euclides da Cunha.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais