O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Lei Aldir Blanc contempla projeto que transforma óleo em sabão em Cantagalo

Moradores do bairro São José, em Cantagalo, na Região Serrana do Rio, produzem sabão ecológico a partir do óleo de cozinha usado. O projeto gira a economia local e contribui para a preservação do meio ambiente, além de gerar renda direta para quatro famílias do bairro mais populoso de Cantagalo.

O sabão ecológico é produzido por quatro artesãos na sede da Associação de Moradores do Bairro São José. O produto passa por um processo de coleta em comércios e residências. Após ser filtrado, é armazenado. A partir disso, o sabão começa a ser preparado, os produtos homogeneizados e cortados em barras. Após passar por uma secagem e limpeza, está pronto para a venda. Assista o vídeo!

O sabão ecológico é comercializado pelas mulheres do projeto, e cada embalagem contém cinco sabões em barras, que é vendido por R$ 6,00. O sabão já conquistou clientes fiéis e é comercializado na própria comunidade e também comprado por colaboradores de outras localidades. Quem desejar adquirir o sabão ecológico, basta fazer contato pelo (22) 98142-1435 – falar com Regina Célia.

A produção do sabão ecológico no bairro São José, contribui muitíssimo para o meio ambiente, uma vez que evita que centenas de litros de óleo de soja usado vá para os cursos d’água do município de Cantagalo. Para fazer sua doação, basta alocar o seu óleo de soja usado em litros e deixar no portão da sede da Associação – na entrada do bairro.

Projeto que transforma óleo de cozinha em sabão ecológico no bairro São José, em Cantagalo

Você sabia que apenas um litro de óleo pode contaminar até 25 mil litros de água? Há especialistas que dizem que esta mesma quantidade de óleo é capaz de contaminar 1 milhão de litros d’água. Isso porque suas substâncias não se dissolvem na água e, quando despejadas nos cursos hídricos, causam descontrole do oxigênio e mortandade de espécies. Em contato com o solo, há contaminação e mais sujeira.

Além do gigantesco dano ambiental, ao lançar o óleo de cozinha na pia, vaso sanitário ou ralo, o resíduo acumula-se nas paredes dos canos e retém outros materiais que passam pelo local. Além de entupimentos, haverá “infarto” do sistema de esgoto com sérios problemas para manutenção das redes e custos mais altos para fazer consertos e reparos.

Por ser considerado de extrema importância, recentemente, os quatro artesãos que compõem o projeto foram contemplados pela Lei Aldir Blanc, através da Secretaria de Cultura, e receberam verba específica que vai contribuir para a continuidade dos trabalhos na comunidade.

Projeto que transforma óleo de cozinha em sabão ecológico no bairro São José, em Cantagalo

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais