O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Investigações apontam que líderes de facções estão se mudando para o RJ

O Rio de Janeiro pode ter se transformado em uma espécie de quartel general de algumas das principais facções criminosas de vários estados do Brasil. Segundo a polícia, os líderes de várias organizações se mudaram para o estado com família e tudo.

Acabou o esculacho, é só uma questão de tempo para nós dominar o estado.(…) Fortaleza, Ceará. Essa é a Tropa do Lampião”(sic). O funk aparece em um vídeo, que foi gravado no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio.

Nas imagens, um traficante exibe as iniciais do Comando Vermelho, no chão, feitas com granadas. Ao lado delas estão pelo menos dez pistolas e cinco fuzis.

Os criminosos, de acordo com investigações, integram células da facção oriundas de outros estados que passaram a migrar para o Rio de Janeiro e se escondem, principalmente, em favelas cariocas.

A tropa do Lampião é uma unidade do Comando Vermelho oriunda do Ceará e faz referência ao cangaceiro Virgulino da Silva (1898-1938), líder banditista, que também era visto como herói popular.

A polícia já identificou lideranças da Bahia, Amazonas, Pará, Alagoas, Sergipe, Minas Gerais, Ceará e Rio Grande do Norte escondidas nos Complexos da Penha, Alemão, Maré, Manguinhos, Salgueiro, além da Rocinha.

Todas as polícias desses estados estão em contato com a Secretaria de Polícia Civil do Rio; há intercâmbio de informações para prender esses traficantes.

Operação da Polícia

Na última semana, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), e o Departamento Geral de Combate à Corrupção, Organizações Criminosas e à Lavagem de Dinheiro (DGCOR-LD) da Polícia Civil do Rio de Janeiro deflagraram a operação “Coalizão Pelo Bem”, que resultou no cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão em nome de líderes de uma organização criminosa ligada ao tráfico de drogas que atua no Rio de Janeiro e no Amazonas. A operação aconteceu simultaneamente nos estados do Amazonas, Rio de Janeiro, São Paulo e Pará.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais