O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Vereador indica canal de atendimento psicológico à população de Cantagalo

 

Desde o início da pandemia do novo coronavírus no mundo, diversos estudiosos da saúde mental já previam uma catástrofe: transtornos psicológicos como ansiedade e depressão motivariam uma grande onda de estragos à saúde. E eles estavam certos.

Estamos insones, estressados, mais ansiosos e depressivos — sobretudo por tantas perdas para um vírus ainda invencível. E, claro, cansados de não poder abraçar ou estarmos mais próximos de todos aqueles que amamos.

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) é a maior emergência de saúde pública que a comunidade internacional enfrenta em décadas. Além das preocupações quanto à saúde física, trouxe também preocupações quanto ao sofrimento psicológico que pode ser experienciado pela população geral e pelos profissionais da saúde envolvidos.

Pensando nisso, que o vereador Matheus Arruda (PP), apresentou na Câmara Municipal de Cantagalo, indicação que solicita ao Poder Executivo que crie um canal de atendimento psicológico para pessoas não cadastradas no CAPS durante o período de Covid-19 e dê publicidade nas redes sociais oficiais da Prefeitura Municipal de Cantagalo.

“Ocorre que neste momento de pandemia, muitas pessoas passam a sofrer com diversas questões de ordem mental. O objetivo da indicação 065/2021 é disponibilizar os munícipes meios para que lidem com os possíveis transtornos causados diante da pandemia de Covid-19 que nos afeta” – disse o vereador.

CAPS

Cantagalo possui um CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), que é um serviço de saúde disponibilizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde) para tratar exclusivamente pacientes que sofrem de transtornos mentais, psicoses, neuroses graves, dependentes químicos entre outras patologias psiquiátricas. A unidade tem atendido com excelência de forma remota durante a pandemia.

O CAPS na cidade de Cantagalo não tem somente a função fazer um acompanhamento médico e medicar através de medicamentos controlados esses pacientes. Mas também de estimular sua integração com a família e a comunidade, através de ações de programas sociais e tratamento com um acompanhamento específico para cada tipo de paciente.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais