O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Posto de Polícia Rodoviária pode ser fechado na RJ-160, entre Cantagalo e Carmo

Ao que tudo indica, autoridades superiores do Governo do Estado do Rio de Janeiro ou do Comando Geral do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual, almejam fechar o 23º Posto de Polícia Rodoviária localizado as margens da rodovia RJ-160, na altura de Santa Rita da Floresta, distrito de Cantagalo, na Região Serrana do Rio.

O coronel Marco Antônio Andrade Santos, comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária, enviou um ofício ao prefeito Guga de Paula comunicando o fechamento do 23º Posto de Polícia Rodoviária. O ofício informa que a desativação seria por conta de uma pedra que coloca em risco o espaço físico da unidade.

“Este comandante comunica que o Posto de Policiamento Rodoviário, localizado na RJ-160, KM 31, Santa Rita da Floresta, foi desativado em virtude do Parecer Técnico do Departamento de Recurso Minerais e Relatório Técnico nº 186 da Diretoria de Engenharia e Arquitetura da Secretaria de Estado da Polícia Militar” – é o que consta no ofício nº 008/2021.

Para tentar entender melhor e solucionar o problema, o prefeito Guga de Paula, juntamente com a vice-prefeita Manuela Teixeira e secretários municipais, se reuniram com vereadores, o engenheiro do DER-RJ, membros da sociedade civil organizada e representantes da Polícia Militar e também da Polícia Rodoviária Estadual.

Em tese, a ordem para a desativação do 23º Posto de Polícia Rodoviária Estadual estaria vindo de cima, já que o motivo do fechamento é muito ‘superficial’, uma vez que se o problema for uma pedra colocando em risco a estrutura física da unidade, tanto a Prefeitura de Cantagalo quanto a comunidade de Santa Rita da Floresta estão imbuídos em resolver o problema para a permanência do posto.

Inauguração

23º Posto de Polícia Rodoviária localizado as marges da rodovia RJ-160, na altura de Santa Rita da Floresta, distrito de Cantagalo

O 23º Posto de Polícia Rodoviária Estadual foi inaugurado em novembro de 2018, sendo uma unidade que têm papel de grande importância na segurança e fiscalização da rodovia, que liga o município de Cordeiro ao Carmo. No dia 14 de novembro de 2018, uma cerimônia de inauguração da unidade contou com a presença de prefeitos, promotores, vereadores, população em geral, membros da igreja católica e cerca de cinquenta policiais de vários destacamentos, contando com a Banda Marcial da Polícia Militar. A unidade era uma reivindicação constante da comunidade.

Discussão na Câmara

Para tentar entender melhor e solucionar o problema, o prefeito Guga de Paula, juntamente com a vice-prefeita Manuela Teixeira e secretários municipais, se reuniram com vereadores, o engenheiro do DER-RJ, membros da sociedade civil organizada e representantes da Polícia Militar e também da Polícia Rodoviária Estadual. Eles conversaram entorno da situação e as autoridades cantagalenses apresentaram possíveis soluções para o problema.

Ademir Mikim: “A gente teve uma notícia muito triste, que o Posto (BPRV) realmente vai ser fechado. Os vereadores estão formalizando junto ao jurídico da Câmara de Cantagalo, um ofício para ser entregue nas mãos do governador. É uma situação difícil, porque nós não sabemos ao certo quem que está mexendo para tirar o Posto do local. É uma perda muito grande, não somente para a comunidade de Santa Rita da Floresta, mas para toda Cantagalo e para as pessoas que trafegam na rodovia” – disse o vereador a nossa redação.

Tadeu Leite: “O Posto de Polícia Rodoviária foi uma luta de toda a comunidade de Santa Rita da Floresta, mas traz um benefício a toda a região. Na rodovia RJ-160 haviam muitos roubos de carga, assaltos constantes no posto de combustíveis e também em mercados do distrito. Eu tive com Pereira, que é comandante dos BPRVs da Região Serrana, e ele se comprometeu a não retirar o posto. Alegaram que os policiais estavam mal acomodados no local, eu dispus a minha casa, o prefeito Guga se dispôs a alugar um espaço para os agentes – desde que tenha um convênio com o BPRV, e também se comprometeu com o geólogo para sanar o problema. Mas a verdade é a seguinte: o comando quer acabar com o BPRV em Santa Rita da Floresta” – explanou o vereador.

Matheus Lucas: “Eu participei da reunião com o prefeito e autoridades. Essa situação da rocha lá, ao meu ver, é mais uma desculpa para fechar o Posto de Polícia Rodoviária, porque aquilo dali (se referindo ao posto) foi uma luta da comunidade, de diversos empresários, da Igreja Católica, do próprio prefeito e vereadores que ajudaram nessa reivindicação antiga… e a gente sabe como diminui a criminalidade em Santa Rita da Floresta e até no acesso da rodovia. Então assim, pediram nossa ajuda, conversamos com o nosso Jurídico, mas foge da competência municipal, tanto do poder da Câmara quanto do Poder Executivo. É uma discussão política, o Estado precisa olhar para nós e ver que precisamos disso” – disse o vereador sobre o assunto.

23º Posto de Polícia Rodoviária localizado as margens da rodovia RJ-160, na altura de Santa Rita da Floresta, distrito de Cantagalo

Abaixo assinado

Está circulando em Santa Rita da Floresta e adjacências, um abaixo assinado da comunidade em prol da permanência do 23º Posto de Polícia Rodoviária Estadual, que é de fundamental importância para motoristas e população com ligações a rodovia RJ-160. Esse abaixo assinado deve ser entregue diretamente nas mãos do governador do Estado do Rio de Janeiro, Claudio Castro.

Igreja

O Padre Pablo Guimarães, da Paróquia de Santa Rita de Cássia, em Santa Rita da Floresta, também se manifestou sobre o assunto. “Este Posto Policial foi um sonho da comunidade há uns anos, muito ajudado pelo Pe. Roberto, devido aos inúmeros assaltos na rodovia. Hoje ele é uma realidade e rodamos com maior segurança. Por causa de uma pedra, que sempre esteve lá, querem retirar o Posto da entrada de Floresta. Este problema pode ser resolvido com a boa vontade dos poderes públicos” – cobrou ele.

Estado

Na manhã desta sexta-feira (9/04), a redação do portal de notícias Serra News fez contato direto com o Núcleo de Assessoria de Imprensa do Interior Fluminense, pedindo uma resposta do governador Cláudio Castro sobre a situação, que respondeu nossa redação. Confira abaixo a nota da Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar:

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar esclarece que o comando do Batalhão de Polícia Rodoviária da Corporação decidiu desocupar provisoriamente o 23º Posto, localizado em área estratégica da rodovia RJ-160, no município de Cantagalo, em decorrência do risco de deslizamento de encosta próxima ao prédio. O possível acidente geológico, que colocaria em risco a integridade física dos policiais militares, foi confirmado em relatório elaborado por órgãos técnicos do governo estadual. No momento, os policiais lotados no 23º Posto do BPRv estão alojados em instalações provisórias da Cia do 11º BPM (Friburgo), localizada em Cantagalo, até que se encontre uma solução definitiva.

https://www.instagram.com/p/CNcycf0h2-a/

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais