O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Secretários de Saúde pedem toque de recolher nacional para conter Covid-19

Secretários de Saúde pedem toque de recolher nacional para conter Covid-19

O Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) divulgou nesta segunda-feira (1º) uma carta aberta ao Ministério da Saúde em que pede medidas mais duras para conter o agravamento da pandemia da Covid-19 no país.

“O atual cenário da crise sanitária vivida pelo país agrava o estado de emergência nacional e exige medidas adequadas para sua superação. Assim, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde manifesta-se pela adoção imediata de medidas para evitar o iminente colapso nacional das redes pública e privada de saúde”, diz o texto.

Entre as demandas mais rigorosas, o Conass pede a adoção de um toque de recolher nacional, das 20h às 6h, inclusive, aos finais de semana, e a suspensão das aulas presenciais.

Em resumo, o Conass afirma que:

  1. Brasil vive pior momento da pandemia, com patamares altos em todas as regiões.
  2. Falta condução nacional unificada e coerente da reação à pandemia.
  3. É preciso proibir eventos presenciais, inclusive atividades religiosas.
  4. É preciso suspender aulas presenciais em todo o país.
  5. É preciso adotar toque de recolher nacional; fechar bares e praias.
  6. É preciso ampliar testagem e acompanhamento dos infectados.
  7. Deve-se criar um Plano Nacional de Comunicação para esclarecer a população da gravidade da situação.

Comparado com países que lideram o ranking da vacinação, o Brasil tem uma taxa baixa da população já imunizada. Enquanto Israel já aplicou 92 doses de vacina para cada grupo de 100 habitantes, e o Reino Unido tem a marca de 30, o Brasil tem menos de 4 injeções aplicadas a cada 100 pessoas.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais